Acupuntura

 
 
 
 
ACUPUNTURA
 
 
 
 
 
Pelo fato da Acupuntura ser uma prática religiosa oriental, ela tem encontrado uma série de resistências pela Medicina Tradicional, realidade que tem diminuído ultimamente. Notícias dão conta de que atualmente a Acupuntura é considerada um método de tratamento complementar pela Organização Mundial de Saúde.

 
Origens da Acupuntura

 
Segundo a maioria das informações, a Acupuntura nasceu no vale do Rio Amarelo, nas costas setentrionais do Mar da China, há cerca de 5.000 anos, estendendo-se por todo o Império Chinês. Mais tarde, ultrapassando suas fronteiras, atingiu a totalidade do continente asiático, por onde se desenvolveu e expandiu. Sua chegada à Coréia e ao Japão aconteceu no século VI, levada pelo Monge Zhi Cong,  levando consigo o Mingtangtu (manual ilustrado dos pontos e canais de acupuntura).
 
Diz uma lenda que, durante uma batalha, um soldado chinês foi ferido no tornozelo, quando combatia os mongóis. O agressor não o matou, mas fez algo bem mais importante, realizando a primeira aplicação de acupuntura. Ele acertou o ponto anestésico e curou uma enxaqueca que atormentava o soldado chinês há anos.
 
É assim que os chineses narram o surgimento da sua medicina alternativa, todavia, não há indícios de acupuntura terapêutica, no sentido real, antes do ano 90 a.C.

 
O que é a Acupuntura

 
A acupuntura é um conjunto de práticas terapêuticas inspirado nas tradições médicas orientais, é um dos tratamentos médicos mais antigos do mundo, consistindo na estimulação de locais anatômicos sobre ou na pele — os chamados pontos de acupuntura.
 
Diferentes abordagens para o diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças são realizadas, entretanto o procedimento mais adotado no mundo atualmente é a penetração da pele por agulhas metálicas muito finas e sólidas, manipuladas manualmente ou por meio de estímulos elétricos.
 
De acordo com a tradição chinesa, a técnica é capaz de ajustar canais energéticos do corpo, que chamam de meridianos, de acordo com equilíbrio de yin e yang. A medicina ocidental e moderna, contudo, sugere que o método estimule a liberação de substâncias químicas que alteram o sistema nervoso e podem ter efeitos em todo o corpo, promovendo o equilíbrio do organismo. Sendo assim, está muito associada a transtornos orgânicos resultantes de tensões emocionais, como o estresse.
 
O diagnóstico é feito após o questionamento de diferentes aspectos da vida do paciente e a observação de manifestações físicas como a pulsação, a respiração, cor e aspecto da pele e da língua. Assim que o problema é identificado, o paciente pode ter alguns de seus mais de mil pontos de acupuntura estimulados em diversas e frequentes sessões.
 
Segundo a Wikipedia, o tratamento acupunterápico consiste no diagnóstico e na aplicação de agulhas em pontos definidos do corpo, chamados de "Pontos de Acupuntura" ou "Acupontos", que se distribuem principalmente sobre linhas chamadas "meridianos chineses" e "canais", para obter diferentes efeitos terapêuticos conforme o caso tratado. Também são utilizadas outras técnicas alternativa ou complementarmente, sendo as mais conhecidas a moxabustão (aplicação de calor sobre os acupontos ou meridianos), a auriculoterapia e, mais recentemente, a eletroacupuntura.
 
 

Pontos Negativos

 
a) Embora pesquisas tenham demonstrado que a acupuntura pode desativar áreas do cérebro associadas a dores, não se sabe exatamente se o método constitui um mecanismo que sustenta ou contribui para o efeito terapêutico sobre uma pessoa.
 
b) Nunca foram comprovadas as teorias de que a acupuntura, através das agulhas, envia sinais ao cérebro, que liberariam endorfina, nem que as agulhas bloqueiem sinais de dor enviados ao cérebro. 
 
c) O fato de muitos médicos holísticos acreditarem que as doenças são condições espirituais e que podem ser sempre curadas pelos métodos baseados no ocultismo das religiões orientais.
 
d) A acupuntura se baseia na crença de que as forças yin-yang fluem ao longo de caminhos invisíveis no corpo, chamados de “meridianos”.
 
e) Na melhor das hipóteses, a acupuntura alivia uma quantidade limitada de dor temporariamente. Até agora não há um modelo científico que explique a acupuntura.

 
Pontos Positivos

 
a) A técnica sobrevive há milênios, mostrando benefícios a indivíduos com problemas gastrointestinais, respiratórios, musculares, urológicos, endocrinológicos, psicológicos e neurológicos, ginecológicos e até mesmo dermatológicos.
 
b) A acupuntura é especialmente indicada para a redução da dor em casos de fibromialgia e dores localizadas nas costas, tratamento de náuseas e vômitos em pacientes que se submetem a quimioterapias ou cirurgias, e diminuição da tensão emocional.
 
c) A Organização Mundial da Saúde considera a prática um complemento da medicina moderna, sendo que nos Estados Unidos ela só foi recomendada há bem pouco tempo como opção de tratamento para dores nas costas pelo sistema público de saúde do país.
 
d) No Brasil, a acupuntura é reconhecida como especialidade médica, conforme deliberação do Conselho Federal de Medicina, constando na Tabela do Sistema de Informações Ambulatoriais (SAI/SUS) do Ministério da Saúde.
 

Opinião Oriental

 
Segundo a narrativa oriental, os 12 meridianos teriam sido traçados a partir desse primeiro acuponto. Espetado com uma agulha, o paciente sente um choque que vai até outro ponto. Estimulando-se esse 2º ponto, o choque leva ao terceiro, e assim por diante. 
 
Durante a Era Chou Ha, aconteceu o surgimento de uma forma rudimentar de acupuntura, onde agulhas, sob forma de espada dos exorcistas, eram inseridas ou pressionadas sobre 13 pontos determinados da superfície da pele, para tratar as doenças causadas pelos demônios. Esta forma de acupuntura não teria como objetivo tratar as doenças em si, mas expulsar e combater demônios.
 
Para alguns historiadores, as agulhas de acupuntura seriam o resultado da evolução das lancetas usadas para perfurar bolhas ou pústulas. Para outros, a prática da acupuntura teria iniciado a partir da experiência corriqueira de massagear-se o local dolorido para fazer passar a dor. De qualquer maneira, as evidências arqueológicas não permitem ter-se certeza quanto ao processo de formação do corpo de conhecimentos da acupuntura.
 
O primeiro texto conhecido sobre o assunto e ainda utilizado pela Medicina Tradicional  Chinesa é o "Tratado de Medicina Interna do Imperador Amarelo", Nei Ching Su Wen, escrito na forma de diálogo entre o lendário Imperador Amarelo (Hwang-Ti) e seu Ministro, Qi-Bha, sobre assuntos da Medicina.
 
Segundo alguns autores durante a Dinastia Chou (1122 - 256 a.C.), supõe-se que tenha sido escrito por muitos acupuntores, cuja autoria fora atribuída ao legendário Imperador Hwang-Ti (O Imperador Amarelo). Esse livro contém toda a base filosófica, ciência do diagnóstico e tratamento por agulhas e môxas. Quase todas as obras posteriores foram inspiradas nesse livro.
 
Nei Ching já descrevia sobre a "Circulação do Sangue", novidade que o ocidente somente descobriu em 1619, através de Sir William Harvey. Este é apenas um exemplo entre inúmeros, para mostrar como a Medicina Chinesa sempre foi muito avançada, mesmo milênios de anos atrás.

 
Opinião Ocidental

 
Como dissemos no início, essa prática tem encontrado muita resistência no mundo ocidental, principalmente no meio cristão. 
O Dr. Samuel Pfeiter, por exemplo, consultor de psiquiatria e neurologia suíço observa:

O tratamento com agulhas, posteriormente denominado acupuntura (do latim acus – “agulha” e punctus – “ponto”) no ocidente, retrocede aos médicos mais antigos, provavelmente xamãs espíritas. Eles realizavam rituais semelhantes àqueles encontrados nas atuais seitas do vodu, que tentam expulsar o espíritos malignos introduzindo agulhas no corpo do doente. Estudiosos posteriores abandonaram o modelo demoníaco e integraram o uso de agulhas nas suas teorias astrológicas.

Outra fonte indica que entre o terceiro e o primeiro século a.C., a acupuntura foi usada em rituais de ocultismo como uma forma de sangria, que também permitia que os “espíritos maus”, relacionados com a doença, saíssem. Assim, a acupuntura pode ter tido semelhantemente uma origem relacionada com o ocultismo na China, ou seu início pode ter sido mais secular. 

Pedro Chan é um pesquisador associado, de acupuntura, no White Memorial Medical Center, em Los Angeles, nos Estados Unidos, e é autor de vários textos sobre essa prática. 
 
De acordo com a tradição, há cerca de cinco mil anos os chineses observam que a dor poderia ser aliviada esfregando pedras nos seus corpos. Segundo se diz, eles observaram que quando alguns soldados eram feridos por setas, recuperaram-se de doenças crônicas. Com o tempo desenvolveu-se o princípio de que a estimulação do corpo, quer por pressão, quer por inserção de agulhas, poderia resultar no alívio de tais doenças. (Pedro Chan)


Opinião Evangélica


Vamos ver agora alguns dados levantados no livro norte-americano “Can you trust your doctor?”, que significa em português “Você confia no seu médico?”, quando surge o assunto Acupuntura.

a) Avaliação científica: Controvertida, mas em grande parte desacreditada; enquanto o seu Taoísmo é ignorado em estudos científicos, tais estudos ainda têm de demonstrar cientificamente a eficácia da acupuntura. Um estudo definitivo de três anos, lançado em 1991, concluiu que a acupuntura nada mais é que, na melhor das hipóteses, um poderoso placebo.

b) Potencial de Ocultismo:  Prática e filosofia taoísta; praticantes se envolvem com a parapsicologia, programas de meditação e outras práticas do ocultismo usadas em conjunção com a terapia da acupuntura.

c) Maiores Problemas: A acupuntura funciona com base em princípios psicológicos, religiosos ou do ocultismo, e não em princípios científicos, e nem segundo as teorias que propaga.

d) Avaliação Bíblico-Cristã: A acupuntura clássica envolve a prática de uma antiga medicina pagã que é inseparavelmente ligada ao Taoísmo.

e) Perigos Potenciais: A estimulação com agulhas ocasionalmente produzem complicações médicas e danos físicos, alguns deles sérios; pode mascarar o diagnóstico de uma doença séria; influência do ocultismo.
 
 
 
 
Potencial de ocultismo


Visto que a acupuntura é baseada numa filosofia do ocultismo que envolve a manipulação de energias vitais místicas; visto que a acupuntura é associada tradicionalmente com a magia, a astrologia e o ocultismo, e visto que muitos acupunturistas modernos são, de fato, paranormais que operam através de poderes do ocultismo, sem dúvida parte do sucesso da acupuntura é também devido a forças espirituais.


Acupuntura e as forças yin-yang


A acupuntura se originou na crença de que as forças yin-yang fluem ao longo de caminhos invisíveis no corpo, chamados de “meridianos”. A acupuntura também crê que a doença é resultado do desequilíbrio dessas forças, ou, ainda, do bloqueio ou obstrução das mesmas. A inserção de agulhas em certos pontos, segundo a acupuntura, permite o fluir equilibrado das energias yin e yang no corpo.
 
O holismo hoje afirma que toda doença é um desequilíbrio ou um bloqueio das forças “yin-yang” no corpo. Assim, o estado de saúde de alguém é o reflexo do desequilíbrio ou bloqueio dessa combinação energia/espírito.
 
Sendo assim, se o “yin-yang” representam o equilíbrio entre o bem e o mal, entendemos que o mal não é uma força. Em outras palavras, se os opostos estão sempre se fundindo e se tornando uns e outros, então não há bem ou mal separadamente. 
 
Em cima disso, como ficariam as diferenças entre “luz” e “trevas” do ensino bíblico de 1 João 1:5? Os dois extremos estariam fundidos, estariam se equilibrando?  João 8:44 defende que o mal é uma rejeição ou uma rebelião contra o bem. 


Considerações Finais


O site www.Jesus-is-savior.com expressa-se da seguinte maneira, para considerar sobre as essas práticas fundamentadas nas religiões orientais:


Os cristãos devem discernir sobre práticas tais como a acupuntura que até agora não têm qualquer base científica [...] O fato de que um tratamento como esse pode dar certo não é uma boa razão para usá-lo. Muitas coisas no mundo místico e oculto parecem funcionar. O padrão para os cristãos ao adotarem uma ideia ou práticas baseadas em crenças espirituais não é se elas funcionam ou não. Nós somos advertidos a “não dar crédito a qualquer espírito, antes, a provar os espíritos se procedem de Deus,...” (1 João 4:1). Estas palavras devem ser levadas em consideração também no que se refere aos muitos outros tratamentos holísticos e alternativos. O Tao afirma ser o caminho, mas oferece um "buraco" onde se chega à conclusão de que não há distinção entre yin e yang. Entretanto, a verdadeira paz vem somente através da crença em Cristo (João 14:27, Filipenses 4:7). Há uma Pessoa, Jesus, não um princípio ou uma filosofia. Jesus Cristo é o Caminho (João 14:6), o Caminho para se chegar a Deus Pai e para se chegar à vida eterna (João 5:24; 6:40).
 
 
    AUTOR DA PESQUISA
 
              Walmir Damiani Corrêa
 
 
 
 
 
FONTES DA PESQUISA

www.mais.uol.com.br. A origem da Acupuntura:  Mauro Médice. Consultado em 09/08/2013. 

www. congregacaocristaremanescente.blogspot.com.br. A acupuntura tem origem diabólica e pagã. Consultado em 09/08/2013.

www.cacp.org.br. Acupuntura: religioso ou científico. Dr. Samuel Pfeiter. Pesquisado em 09/08/2013.

CAN YOU TRUST YOUR DOCTOR? (Você confia no seu médico?). Acupuntura. Brentwood, Tennessee: Wolgemuth & Hyat Publishers, 1991.

PFEITER, Samuel. Healing at Any Price?  Inglaterra: Word Limited, 1988.

CHAN, Pedro. Finger Acupressure. New York, NY:  Ballantine Books, 1978.

www.saude.ig.com.br Acupuntura: o que é.  Site consultado em 10/08/2013.

www.vivos.com.br. Acupuntura: cura holística. Pesquisado em 10/08/2013.
 
www.jesus-is-savior-com . Traduzido por Rita Camarante [2006]. Pesquisado em 10/08/2013.
 

Por: Walmir Damiani Corrêa

Publicado em 10/08/2013

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2018