Ismael, o filho da desobediência

 

ISMAEL

O FILHO DA DESOBEDIÊNCIA

 

 

Introdução

 

Conforme relatos bíblicos no livro de Gênesis, Abraão havia recebido poderosas promessas de Deus de que se tornaria o pai de uma grande nação, que a quantidade dos seus descendentes seria tamanha que não poderia ser contada, assim como a areia da paia e as estrelas do céu.
 
Como Abraão já estava com 86 anos e sua esposa Sara fisicamente não reunia mais condições de gerar um filho que iniciasse a prometida grande descendência, ela resolveu dar uma “ajudazinha” ao Senhor, convencendo seu esposo a deitar com a escrava Agar, e assim cumprir-se o que Deus havia projetado para eles. (Gênesis 16)
 
Lendo esses relatos bíblicos, racionalmente somos tentados a concordar que Abrão e Sara não poderiam mais gerar filhos, mas espiritualmente somos obrigados a condenar o casal pela iniciativa de ter um descendente irregularmente, afinal as promessas chegadas até eles não foram através de uma “profetada”, como se diz atualmente, mas vindas do próprio Deus.
 
 
O nascimento de Ismael
 
 
E nasceu Ismael, o filho da desobediência, o filho da descrença. Isso não poderia acabar bem, pois as orientações de Deus não estavam sendo seguidas. Quando chegou aos 13 anos, Ismael foi circuncidado, pois Abraão pensava estar cumprindo a ordenança de Deus nisso, só que a circuncisão era para o filho do próprio casal Abraão e Sara.
 
O menino foi crescendo, e quando completou 14 anos Sara, no esplendor da sua velhice deu à luz ao verdadeiro filho da promessa, aquele que Deus prometeu. Agora sim, começaria a se proliferar a prometida grande nação de Israel.
 
Com o nascimento de Isaque, deve ter caído a ficha” para Abraão, sendo que Deus lhe mostrou que não precisava de ajuda para promover a geração de uma criança num casal de velho, afinal nada é impossível para Deus.
 
Sua maneira de reparar o erro foi mandar Agar e Ismael embora, pois eles não faziam parte daquele projeto de Deus para Abraão, Sara e a grande nação que viria.
 
 
 
 
O resultado da desobediência
 
 
Se pesquisarmos os textos do Antigo Testamento nos depararemos com uma série de povos que se formaram a partir da vida de Ismael, mas nenhum desses povos era aquela nação prometida por Deus. Pelo contrário, esses povos se transformaram nas nações árabes que conhecemos hoje no Oriente Médio, aqueles povos inimigos mortais do povo de Israel. Eles cercam o pequeno território onde hoje está Israel, representando uma ameaça constante para o povo de Deus
 
 
 
 
 
 
AUTOR
Walmir Damiani Corrêa
 
 

Por: Walmir Damiani Corrêa

Publicado em 17/09/2013

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2020