Conselhos para uma vida conjugal feliz

 

CONSELHOS PARA UMA

VIDA CONJUGAL FELIZ

 

 

Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-o vós também a eles, pois esta é a lei e os profetas. (Mateus 7:12)

[...] e serão os dois uma só carne. (Marcos 10:8)

Pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo, pois somos membros uns dos outros. (Efésios 4:25)

 

Se você deseja ser feliz em seu lar, se deseja a felicidade, cumpra esses conselhos:

1) Trate seu cônjuge da mesma forma como você gostaria de ser tratado. (Mateus 7.12)

2) Como os dois são uma só carne, não deve haver nada escondido entre marido e mulher. A vida de um deve ser um livro aberto para o outro. (Marcos 10:8)

3) Conforme os dois mandamentos acima, nunca minta para seu cônjuge. Fale a verdade. A vida se torna muito melhor quando firmada na verdade. (Efésios 4:25).  Mesmo porque a mentira é do diabo, que nunca se firmou na verdade.

4) Em qualquer circunstância, seja fiel a seu cônjuge. O sexo extraconjugal produz desconforto espiritual, traumas de consciência, sentimento de culpa, e, consequentemente, falta de paz e tranquilidade.

5) Tenha tempo para ouvir seu cônjuge. Tenha um tempo disponível para que os dois possam passear e conversar a sós, de preferência num ambiente fora do lar, ainda que seja uma conversa sem muita importância.

6) Marido e mulher devem adquirir o hábito de, juntos, falarem com Deus. Se nesse momento ficarem de mãos dadas, melhor ainda.

7) Marido e mulher não devem ficar separados por muito tempo, ainda que haja confiança recíproca. Se houver necessidade de separação por motivo de viagem, ou qualquer outro motivo, que haja constante comunicação entre os dois. Se possível, diariamente.

8) O cônjuge não deve exigir do outro, perfeição absoluta em tudo. Lembrem-se de que os dois são humanos e, por isso, imperfeitos. Portanto, um deve ajudar o outro em suas fraquezas, lágrimas, necessidades e desânimo. Que as tristezas e alegrias sejam compartilhadas.

9) Não devem permitir que uma eventual crise financeira coloque o casamento em bancarrota. Problemas existem sempre. Os dois, unidos e confiantes em Deus, acharão a solução. O amor não pode ser abalado em nenhuma circunstância.

10) Não espere que a crise tome corpo e forme raízes profundas, seja qual for o problema. Enfrente o problema cara a cara no início, antes que ele se agigante e queira abalar a paz conjugal. E lembrem-se: AQUELE que vos uniu em amor, é capaz para vos conduzir em amor e paz até o fim. Ele sempre quis o melhor para os seus filhos. 

 

AUTOR

Pr. Natalício Batista

 

Natural de Araranguá/SC, o Pr. Natalício Álvaro Batista reside há muitos anos na cidade de Canoas/RS, onde foi pastor da Assembleia de Deus, e por décadas Presidente do CAD – Concílio das Assembleias de Deus do Rio Grande do Sul. Seus trabalhos atuais podem ser lidos no blog www.nataliciobatista.blogspot.com.

 

Por: Pr. Natalício Álvaro Batista

Publicado em 24/05/2014

Procedência - www.nataliciobatista.blogspot.com

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2018