A morte (científica) de Jesus

 

A MORTE (CIENTÍFICA) DE JESUS

 

 

 

INTRODUÇÃO

 

 

Que em momento algum nossos leitores pensem que estamos sendo sensacionalistas ao relatar os fatos científicos abaixo, que explicam as dores que Jesus sentiu ao ser crucificado. A Bíblia não entra em detalhes, mas cientistas da atualidade comprovam seguramente como as coisa aconteceram e calculam qual deve ter sido o sofrimento do nosso redentor.

O vídeo em que nos baseamos para escrever este artigo, apareceu anonimamente na internet, como muitas coisas nos nossos dias, mas merece ser enfatizado pelo nosso site, com pequenas adaptações necessárias.

 

 

A MORTE DE CRUZ

 

 

Jesus foi condenado à morte quando tinha apenas 33 anos de idade. A decisão poderia ter sido cumprida de uma forma amena, normal, mas o ódio dos judeus contra Ele era tão grande, que as autoridades resolveram promover um acontecimento marcante, à altura da revolta.

Só os grandes criminosos eram condenados à morte de cruz, mas as autoridades resolveram considerar Jesus como um tipo de pessoa perigosa, perniciosa à população. Sem entrar em muitas considerações, Jesus passou a ser odiado quando se apresentava como o Messias prometido nas Sagradas Escrituras. Apesar de todos os milagres e maravilhas apresentados, apesar dos ensinos ministrados, as autoridades religiosas não O aceitaram como tal, achando que Ele merecia uma morte exemplar.

 

 

OS PREGOS

 

 

Foi a pior morte da época, chegando a requintes de crueldade. Por exemplo, os condenado à morte de cruz eram “pendurados” nela, amarrados, mas com Jesus resolveram pregá-lo no madeiro, fixando pregos medindo entre 15 e 20 centímetros, contendo uma extremidade pontiaguda de mais ou menos 6 centímetros.

Segundo o autor do texto em que estamos nos baseando, os pregos não foram fincados nas mãos, como se vê na figura abaixo, mas nos pulsos. A explicação para essa opção é que passa por ali um tendão que vai até o ombro, e quando os pregos são martelados, esse tendão se rompe. A ausência desse tendão obriga o condenado a forçar todos os músculos de suas costas para poder respirar, pois perdia todo o ar de seus pulmões.

Desta forma, Jesus obrigava-se a apoiar-se no prego colocado em seus pés, que eram maiores ainda que os de suas mãos, porque pregavam os dois pés juntos. Como seus pés não aguentariam por muito tempo, eles também se rasgavam. Jesus era obrigado a alternar esse “ciclo” simplesmente para poder respirar.

Jesus aguentou essa situação por pouco mais de 3 horas! Muito tempo! A situação chegou a um limite em que alguns minutos antes de morrer, Jesus já não sangrava mais. Simplesmente saía água de seus cortes e feridas.

 

 

OS COMPONENTES DO CORPO HUMANO

 

 

Quando imaginamos alguém ferido, logo imaginamos meras feridas, mas as de Jesus eram verdadeiros buracos feitos em Seu corpo. No final, Ele já não tinha mais sangue para sangrar, saindo dEle apenas água.

O corpo humano de um adulto é composto por aproximadamente 3,5 litros de sangue. Jesus derramou esses 3,5 litros de sangue, pois teve três pregos enormes cravados em seus membros, uma coroa de espinhos em sua cabeça e, além disso, um soldado romano cravou uma lança em seu tórax.

Tudo isso sem mencionar a humilhação que passou depois de ter carregado a sua própria cruz por quase dois quilômetros, enquanto a multidão cuspia em seu rosto e lhe atirava pedras. A cruz pesava cerca de 30 quilos, somente na parte superior, onde pregaram suas mãos.

 

 

PARA QUÊ TUDO ISSO?

 

 

Jesus teve que passar por tudo isso para que a humanidade pudesse ter um livre acesso a Deus. O sangue derramado serviu para lavação dos nossos pecados, todos eles sem exceção. Não ignores esta situação, pois Ele morreu por ti, leitor, por ti que estás lendo esta mensagem.

Não creias que Ele morreu somente pelos outros, por aqueles que frequentam as igrejas ou somente pelos padres, monges, pastores, etc. que comandam as igrejas. Ele morreu por ti!

 

 

O QUÊ VOCÊ PODE FAZER

 

 

Nessa vidinha moderna, com os dedinhos céleres nos teclados dos computadores, Tablets e celulares de última geração, é muito comum as pessoas repassarem piadas, fotos com bobagens escritas, pornografias baratas, fotos participando de festinhas, selfies sem motivo especial, mas basta chegar algum artigo da área espiritual e os dedinhos já correm pelas pela tela para passar adiante.

 

Muitas pessoas, inclusive aqueles que frequentam igrejas evangélicas, têm vergonha de compartilhar artigos e notícias da sua instituição, dos cultos, etc. “O que será que fulanos e beltranos vão pensar de mim, se eu mandar essas coisas?”

Desafiamos os leitores a deixarem de lado suas “atividades” por um pequeno espaço de tempo, orem pela pessoa que se dispôs a escrever esse artigo, e postem esse texto para 10 pessoas conhecidas.

Aceita a realidade, a verdade de que Jesus é a única salvação para o mundo. Deus tem planos para ti! Então, mostra para todos o que Ele passou, unicamente para te dar a Salvação. Pensa nisto! Deus abençoe a tua vida! Você não sabe orar? Então, a oração pode ser mais ou menos assim:

 

Senhor, tu conheces bem a vida de FULANO. Eu te peço que o abençoes em todos os aspectos e o faça prosperar. Peço que tu cuides de sua família, de sua saúde, do seu trabalho e de todos os seus planos traçados para este ano. Não o deixe cair em tentação, mas o livra do mal! Te peço em nome de Jesus. Amém!

 

Calcula-se que em muito pouco tempo, essas dez pessoas estarão orando por ti, e tudo serás o responsável por elas estarem se dispondo a orarem a Deus.

Enquanto isso estiver acontecendo, pense por um momento e aprecie o poder de Deus em tua vida e na vida dessas pessoas que estarão se multiplicando. Porém, caso tenhas vergonha de fazer isso, veja o que Jesus ensinou várias vezes no Seu ministério aqui na Terra: “Se te envergonhares de mim, eu me envergonharei de ti diante de meu Pai.”

 

 

AUTOR DA ADAPTAÇÃO

Walmir Damiani Corrêa

Por: Walmir Damiani Corrêa

Publicado em 31/08/2014

Procedência - Internet

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2018