Eu sou a Porta

 

EU SOU A PORTA

 

 

Depois disto havia uma festa entre os judeus, e Jesus subiu a Jerusalém.Ora, em Jerusalém há, próximo à porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Betesda, o qual tem cinco alpendres. Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressecados, esperando o movimento da água. Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água; e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são?  O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma o teu leito, e anda.   (João 5:1-9)

 

QUE PORTA SERÁ ESSA?

 

O Evangelho escrito por João é bem diferenciado dos Evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas. Nesse Evangelho são relatados somente 7 (sete) dos muitos milagres realizados por Jesus Cristo, sendo que o milagre acima descrito é o terceiro dessa série de sete.

Já no início do texto a Palavra começa dizendo: “Depois disto…”  que nos dá o entendimento de que as coisas velhas já passaram e eis que tudo se fez novo. É como se aquele ponto fosse um divisor de águas na vida desse homem. Eu quero profetizar, em nome de Jesus, que a partir de agora na leitura dessa reflexão ela será um divisor de águas na sua vida. Muita coisa velha terá passado e você receberá um renovo da parte do nosso Deus. Porque as coisas novas estão chegando para você.

 

PEREGRINAÇÃO JUDAICA

 

Jesus subiu para uma das festa hebraicas que aconteciam anualmente em Jerusalém, que eram em número de três, fixadas no calendário Judeu, eventos que exigiam a peregrinação dos Judeus até a cidade Sagrada:  Sukot (Festa dos Tabernáculos), Pesach (Páscoa) e Shavuot  (Festa do Pentecostes).

Não sabemos com precisão a que festa se refere essa passagem, mas podemos afirmar que era uma dessas três. E essa obrigatoriedade de peregrinação estava ligada ao Templo de Jerusalém. No tempo de Jesus o Templo havia sido levantado por Herodes durante sessenta anos e ainda não estava concluído.

O Templo era uma grande obra arquitetônica que Herodes havia construído lá no Monte Moriá, onde hoje existe a mesquita de Alaczar, no domo da rocha. Os Judeus vinham peregrinando de todos os lados de Israel e de fora também. Os Salmos de 120 a 134 são considerados como “Cânticos de Romagem” porque os Judeus vinham atravessando o deserto cantando, louvando e salmodiando ao Deus de Israel.

 

UMA VISÃO DIFERENTE DE “DESERTO”

 

Muitas pessoas hoje em dia tem uma visão equivocada do deserto. Se nós olharmos para esses locais com os nossos olhos humanos, veremos um ambiente de dor, sofrimento, solidão, escassez, de muito calor ao dia e de muito frio à noite. 

Mas eu quero levar você ao entendimento do que significam os desertos citados muitas vezes na Bíblia, os chamados desertos da nossa vida, que são vistos com os olhos espirituais, com os olhos da fé e se você conseguir enxergar o deserto dessa maneira você verá que ele é o terreno que está servindo de escola de vida de Deus para você. 

Você verá que o deserto é o local que Deus permitiu que você estivesse para lhe dar muitas vitórias. Você verá que o deserto dura somente um período de tempo, mas as bênçãos, as vitórias e as conquistas que Deus lhe permite ter são para sempre. Por isso, mesmo que você esteja no deserto saiba de uma coisa: você está somente de passagem o final dele está chegando e o que você vai encontrar serão pastos verdejantes.

 

O CENÁRIO DO MILAGRE

 

Jesus vem subindo junto com a sua comunidade para a tal festa em Jerusalém e quando chegavam à cidade logo avistavam as muralhas e a fumaça dos sacrifícios que eram oferecidos a Deus e que rasgavam os céus. Quando avistavam a cidade do grande Rei, onde estava o santuário, eles deveriam entrar pela porta principal da cidade, chamada de “Porta Dourada”, a qual dava acesso direto ao Templo.

Entrar pela Porta Dourada, para um Judeu, era um grande acontecimento, era o auge, era a glória, porque era a mais bela, a mais formosa, a mais larga de todas as doze portas que existiam nas muralhas de Jerusalém. A Porta Dourada era a porta da honra. Então, os Judeus vinham e se amontoavam junto à Porta Dourada para chegar até o templo.

Um pouco adiante dessa porta Havia outra, chamada “Porta Formosa”, a mesma porta mencionada em Atos 3, quando Pedro e João levantaram um paralítico. Sobre ela estava escrita uma advertência: em Latim, hebraico e aramaico: “Proibido atravessar”.  A explicação para essa proibição é que por ali não poderiam passar os gentios, inclusive sob pena de morte, caso insistissem. Imagine uma multidão se espremendo para passar pela “Porta Dourada”! 

Porta Formosa

 

Quem é que não gostaria de entrar pela Porta Dourada?  Entrar com honra e gloria! Essa porta existe até os dias de hoje, fechada pelos mulçumanos, sendo que, ainda por cima, colocaram um cemitério na frente da porta. Eles sabiam que, pela tradição Judaica, um Judeu não tem contato com um morto sob pena de ficar impuro e também sabiam da profecia acerca da volta de Jesus e que a Bíblia diz que Ele entrará por essa porta (Zacarias14). Porém, nem cemitério, nada e ninguém poderá impedir porque se abrirá uma fenda pelo meio do cemitério e o nosso Rei passará pela Porta Dourada.

Jesus está no meio do aglomerado de multidões indo para a Porta Dourada, mas, quando chega próximo dela, surpreendentemente muda a direção e vai direto para a Porta das Ovelhas, que era a porta dos fundos, a menor porta de todas, a mais baixa, mais estreita e mais feia. Ela era chamada de Porta das Ovelhas porque na época da construção do Templo sobrou um terreno e os sacerdotes tiveram a idéia de fazer tanques para lavar as ovelhas que seriam sacrificadas no altar do holocausto. Era por essa porta que passavam as ovelhas.


Porta das Ovelhas

A Porta das Ovelhas era a porta da desonra, da humilhação e da morte. Quem gostaria de passar por essa porta?  Ninguém!  Melhor dizendo, quase ninguém, porque Jesus preferiu passar por ela. Jesus vai para a Porta das Ovelhas — entra pela porta dos fundos.

Cada um de nós tem uma porta das ovelhas, por onde ninguém quer passar, onde ninguém tem acesso, onde vivemos nossos dramas, nossas humilhações, onde muita coisa morre. Muitas vezes ela é tão pequena e tão apertada que ninguém consegue entrar por ela. É quando nós nos fechamos em nós mesmos, quando não queremos nos relacionar com ninguém, não queremos mais sonhar. É quando perdemos a alegria de viver.

 

OS TANQUES

 

Passando pela Porta das Ovelhas, chegava-se a cinco pavilhões de tanques, um deles é chamado de Betesda (Casa de Misericórdia). Ninguém gostava de ir ali porque enquanto nos outros quatro tanques as ovelhas eram lavadas, em Betesda havia uma multidão morrendo.

Conta a Bíblia que ali, no Tanque,de Betesda, apenas uma pessoa a cada ano era abençoada com cura, porquanto um anjo descia e agitava as águas e quem entrasse primeiro no tanque era curado de qualquer enfermidade. Era como se a benção viesse em conta gotas. Era como se aquelas pessoas vivessem de migalhas. Porém, quando Jesus chega, o tempo de migalhas acaba, pois Ele tem uma mesa farta para você. Estava ali um homem paralítico há 38 anos, sofrendo todos esses anos à espera de uma migalha que não conseguia pegar.

O ministério de Jesus é dividido em três anos: ano da inauguração, ano da popularidade e ano da oposição. Nessa passagem, Jesus estava no segundo ano de seu ministério, pois estava com 32 anos de idade e aquele homem já estava há 38 anos naquele lugar. Sabe o que isso significa? Que seis anos antes de Jesus nascer aquele homem já estava ali à espera de um milagre, seis anos sofrendo e clamando ao Deus dos céus por uma resposta. Deus ouviu a oração desse homem e começou a gerar o seu milagre. Aquele homem pensava que o seu milagre estava em Betesda, mas Deus gerou o milagre dele em Belém.

Eu quero profetizar para você, que o seu milagre vem de onde você menos espera. Quem sabe você está esperando o seu milagre vir de Betesda, mas eu te digo: teu milagre está vindo de Belém!

No versículo 6, vendo o homem deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, Jesus disse-lhe: “Queres ficar são?”  Observe que o Jesus que faz essa pergunta não é o Jesus que a mídia e o Catolicismo costumam apresentar, um Jesus, louro, cabelos compridos escovados, olhos verdes, feições finas… O Jesus da Bíblia é franzino, desprezado pelos homens, calos nas mãos, marcas profundas do deserto no seu rosto… Mas esse Jesus tinha duas características muito fortes:  a maneira como olhava para as pessoas e a maneira como falava com elas.  O olhar de Cristo penetrou no mais profundo e oculto da alma daquele homem, e quando abriu a Sua boca foi para transformar a sua vida.

 

NÃO PERCA TUA ESPERANÇA

 

Não pense que Deus te abandonou. Deus está olhando para você. Se você ainda está de pé é porque Cristo tem te sustentado. Se você já caiu, não se aflija, não se desespere, não se flagele, pois Ele vai te levantar. Provérbios 24:16 diz que “Porque sete vezes cairá o justo, e se levantará; mas os ímpios tropeçarão no mal.” 

Jesus faz uma pergunta para o homem: “Queres ficar curado?”, a mesma pergunta que Ele continua a fazer até hoje para todos nós: “Queres ficar curado?”, “Queres ser restaurado?”  “Queres ser transformado?”  “Queres ser restituído?” 

Essa pergunta seria óbvia se não tivesse uma outra intenção. Sabe qual? A intenção de relacionar-se com aquele homem e com você. Sabe por que Deus pergunta para ti o que você quer, já de antemão sabendo o que você deseja? É porque Ele quer se relacionar com você. O nosso Deus é um Deus de relacionamentos.

Aquele homem estava esperando pelo anjo para que agitasse as águas, mas quem veio foi  o próprio Deus. Ele estava esperando o milagre pela água, mas o milagre veio pelo fogo de Jesus Cristo de Nazaré.

Se você está há algum tempo, como esse homem, à espera de um milagre à beira do tanque de Betesda, creia que o seu milagre já foi gerado lá em Belém. Está vindo o próprio Deus para lhe abençoar com o fogo do Espírito de Deus, que já está presente na sua vida. 

Acredite que Deus abriu a maior de todas as Portas para você, a infinitamente melhor, maior do que a Porta Dourada, prateada, bronzeada ou seja lá de que metal precioso seja. Jesus disse: 

 

Aquele, porém, que entra pela porta é o pastor das ovelhas. A este o porteiro abre, e as ovelhas ouvem a sua voz, e chama pelo nome às suas ovelhas, e as traz para fora. E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. (...) Em verdade, em verdade vos digo que Eu sou a porta das ovelhas. Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. (João 10:2-6,7,9)

 

Jesus é a porta da vida, é a porta da esperança, é a porta da provisão, da cura, da libertação. Jesus é a porta que leva a verdes pastos. Entre por essa PORTA e você verá a Gloria de Deus!  

 

AUTOR

Pr. André Lepre (2009)

 

Por: André Lepre

Publicado em 27/10/2014

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2018