O que significa ser um apóstolo, verdadeiramente?

 O QUE SIGNIFICA SER  UM APÓSTOLO VERDADEIRAMENTE?

 

 
 
 
Acredito que uma das maiores aberrações eclesiásticas da atualidade são cometidas no que diz respeito ao apostolado. Tenho provas de que, tanto no Brasil como no Uruguai, e também no México, estão ordenando apóstolos em troca de ofertas financeiras e de dízimos dos dízimos das Igrejas. Um amigo pastor, do Rio de Janeiro, me disse que lá, pode-se conseguir uma unção para apóstolo por até mesmo 500 reais, caso o candidato tenha poucos recursos financeiros.

É por essa e por outras razões que temos hoje, no mundo evangélico, apóstolos que nunca implantaram igrejas, que não se movimentaram no sobrenatural de Deus, e cuja palavra não tem edificado ninguém. Por não concordar com essas coisas, já fui taxado de incrédulo, desconhecedor da revelação bíblica e um monte coisas mais, lá na fronteira do Brasil com o Uruguai, onde pastoreei por mais de 20 anos. Porém, a despeito de tudo, continuo afirmando: estão brincando com as coisas de Deus e banalizando os ofícios sagrados do santo ministério no Reino do Senhor.

Dificilmente vejo pessoas enfatizando o ministério como um corpo de servos, cujo serviço existe somente para exaltar o Senhor Jesus Cristo e edificar os santos da igreja, como diz a Palavra, em Efésios 4.  Uma vida humilde e simples, sem afetações e deslumbres, é o que o Senhor deseja ver em Seus verdadeiros apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres. Paulo já dizia aos Coríntios: "Quem é Paulo? Quem é Cefas? Apenas homens, através dos quais crestes em Deus. Eu plantei, Apolo regou, mas Deus deu o crescimento."
 
Cristo disse aos Seus discípulos: "Não vim para ser servido, mas sim para servir e dar a minha vida pelo resgate de muitos."  É este o sentimento que deve caracterizar todos os discípulos do Senhor, pois é mandamento da Palavra de Deus que tenhamos esse mesmo sentir do Senhor Jesus.

 
Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade, cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um somente para o que é seu, mas cada um também para o que é dos outros. De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens. E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.  (Filipenses 2: 3-8)
 

Sentimentos e atitudes de servos, isso sim nos identifica com Jesus Cristo, e não o fato de ser chamados pelos demais de Apóstolos, Profetas Doutores e coisas do gênero. Que nos reconheçam como servos de Cristo, isso nos basta e nos honra, porque o nosso Senhor Jesus Cristo foi nos dias de Sua carne, o servo por excelência.
 
 
  AUTOR
                 
 
Bartolomeu Severino de Andrade

Por: Bartolomeu de Andrade

Publicado em 02/03/2015

Procedência - Face Book

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2020