Gafes Corriqueiras

 

GAFES

CORRIQUEIRAS

 

 

 

 

ALMAS SEM DENTE

 

O Pr. José Garcia conta que realizava um culto numa igreja que pastoreava, quando fez uma convocação a todos os crentes:  “Irmãos, vamos evangelizar no próximo domingo. Convido toda a Igreja para esse trabalho.”

Um irmão apoia fervorosamente a proposta, e diz:  “Sim, irmãos, vamos evangelizar porque as almas estão sem dente.”

Logicamente, ele quis dizer “sedentas”.

 

 

EXPRESSÃO ERRADA

 

Esse acontecimento é verdadeiramente cômico, daqueles em que uma pessoa inculta pretende falar de maneira rebuscada. Aí...

O Pr. Pedro Pereira conta que uma das irmãs mais idosas da igreja dele  habilitou-se a dar um testemunho pela bênção da reforma que conseguiu fazer na sua casa. E ela foi falando:

— Irmãos, minha casa passou por uma reforma enorme, e agora está toda encapetada

Logicamente, ela estava querendo dizer que a casa foi embelezada com a colocação de carpete.

 

FARISEU DA SILVA

 

O Pr. Roque Lourenço,  conhecido pelo seu contagiante bom-humor, parece que ele atrai certos acontecimentos.

Ele estava ministrando estudos bíblicos na cidade de Mundo Novo, a respeito do palpitante tema “As características do fariseu”, fazendo sempre questão de advertir a Igreja a não seguir as atitudes de um fariseu.

Quando terminou sua preleção, foi abordado por um irmãozinho da igreja local, que lhe disse:

— Pastor, o senhor hoje acabou comigo!

— Por quê?  —  perguntou preocupado o Pr. Lourenço.

— Eu sou o Fariseu e agora vou ser mal olhado pelos irmãos! Olhe minha carteira de identidade: FARISEU DA SILVA.

 

 

LOUVANDO COM PLAYBACK

 

Não tem aqueles irmãozinhos que gostam de “louvar” nos cultos de domingo à noite?  Pois é... Um desses foi todo animado para a plataforma, pedindo em seguida que o responsável pela mesa de som soltasse o playback.

Não sei por quê, mas no lugar do hino a ser cantado apareceu uma música do Claudinho e Bochecha nos alto-falantes da igreja. O irmão-cantor começou a esbravejar no microfone, dizendo o seguinte: “Aquele desgraçado do meu filho mexeu nos meus CDs!”  

O engraçado é que essa gafe voltou a aconteceu em outra oportunidade, só que a música dessa vez foi “O bonde do Tigrão”. 

 

COOPERÃOZINHO

 

Por certo até hoje ninguém encontrou esta palavra em nenhum dicionário da Língua Portuguesa. Na verdade, a criatividade espontânea de nossos queridos irmãos traz vocábulos produzidos em suas regiões, como no bairro do Boqueirão, em Curitiba/PR.

No final da reunião o dirigente agradecia a presença dos visitantes de outras congregações:

— É com muita alegria que eu agradeço o cooperãozinho”de todos os irmãos.

Sem dúvida, a família do verbo COOPERAR ganhou mais um membro, naquele dia.

 

NÃO HÁ DEUS

 

Essa foi contada pelo Pr. Carlos Alberto Salgado (Salgadinho) e aconteceu em Portugal, quando um irmão foi fazer a leitura do Salmo 14, dessa maneira: “Diz o Inácio no seu coração: Não há Deus.”

Confundiu “néscio” com o coitado do “Inácio”.

 

 

NICODEMOS TREPADO NUMA ÁRVORE

 

Essa chegou até nós pelo Pr. Josué Sylvestre, através do seu livro “Tempo de rir”. Um pregador, inexperiente e nervoso, abriu a Bíblia no texto do encontro entre Jesus e Zaqueu. Leu os versículos, fechou a Bíblia e começou a pregar. Da terceira citação em diante, começou a trocar Zaqueu por Nicodemos. E ia afirmando:

— Jesus vinha com a multidão e Nicodemos viu que, além de ser baixinho, havia muita gente e ele não poderia ver Jesus. Nicodemos não sabia quem era Jesus e como é que ele iria identificar o Senhor, no meio daquela multidão?

Os adolescentes e os jovens começaram a rir. O pregador notou que algo estava errado. Colocou a cabeça para trabalhar e encontrou o engano, mas foi infeliz na “emenda do soneto”. Ele afirmou com toda a ênfase:

— Então Jesus, que é onisciente e todo-poderoso, chegou debaixo da árvore e disse com toda a autoridade: “Nicodemos, o que é que você está fazendo aí no lugar do Zaqueu? Desce já daí que eu quero jantar contigo na casa dele.”

 

 

ORAÇÃO POR DOENÇA PEQUENA

 

Um pastor estava orando pelos enfermos, no final do culto, quando alguém lhe disse que determinada mulher estava com diabete”. Começando a orar por ela, o pastor ordenou:

-- Saia toda espécie de enfermidade!!!  E tu, também, diabo pequeno, saia dela!

 

 

CRENTES SEM-VERGONHAS

 

No final de um culto abençoado, o presbítero começou a orar no microfone: “Deus, tira a timidez do meio do teu povo. Nós temos que ser crentes sem-vergonhas!”   Todo mundo começou a rir, dentro da igreja.

 

 

ERROS DE PLURAL

 

Era outro culto doméstico, um grupo familiar, e o dirigente conclamou os presentes a orarem por uma necessidade de um irmão. Para que conseguisse atingir seus objetivos, resolveu incentivar bem aos irmãos:  “Vamos lá, irmãos! Nós temos fé!  Então, vamos juntar nossas fezes e tudo vai dar certo.”

 

 

ORAÇÃO PELOS FÍGADOS

 

A Dra. Vera Andreata estava num culto numa igreja de Joinville/SC, quando um irmão foi ler os pedidos de oração. 

— Temos aqui um pedido de oração por uma pessoa que está sofrendo dos fígados.

A Dra. Vera sensibilizou-se, pois os males que atacam o fígado trazem tantos problemas, que ficou imaginando como seria com dois fígados!

 

 

 

Por: Walmir Damiani Corrêa

Publicado em 28/05/2015

Procedência - www.elevados.com.br

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2019