Epístola aos Romanos

 

EPÍSTOLA AOS ROMANOS

 

 

AUTORIA 

 

A epístola aos Romanos é a mais longa, a mais sistemática e a mais profunda de todas as epístolas, e talvez o livro mais importante da Bíblia. Sem qualquer dúvida, foi escrita pelo apóstolo Paulo, conforme os versículos 1 e 5 do primeiro capítulo.  Paulo encontrava-se em Corinto (15:26; 16:1,2). A cuidadora composição da carta sugere que depois de algumas experiências tempestuosas ali, ele desfrutou de um período de tranquilidade, antes de receber dinheiro de ajuda para os santos de Jerusalém. 

Esse fato situa a carta por volta do ano 58 da nossa era. A diferença entre essa carta e as demais escritas por Paulo, é que ela foi escrita a uma Igreja que ele nunca havia visitado (1:10,11,15)

Ao apresentar-se, logo no início da carta, Paulo qualifica-se como SERVO de Jesus Cristo, CHAMADO por Deus para ser apóstolo e SEPARADO para a pregação do Evangelho, talvez tentando afastava qualquer dúvida por parte dos destinatários sobre a sua pessoa, pois poderiam arrazoar que ele não teria feito parte do grupo inicial de apóstolos e nem houvera sido nomeado por homem algum para tal finalidade. 

 

 

RESUMO DA CARTA

 

Após a saudação e da ação de graças, Paulo se refere a um texto de Habacuque 2:4, quando apresenta o tema da epístola, que é a justificação pela fé.

Os três capítulos iniciais estabelecem o primeiro ponto principal, de que todos os homens são pecadores. No capítulo 1, ao descrever a crassa idolatria e imoralidade dos gentios (pagãos), afirma que eles são dignos de morte por as praticarem, carecendo da Graça de Deus para serem salvos. No capítulo 2 diz que também os judeus estão na mesma situação, apesar de serem considerados o “Povo de Deus”. Explicando melhor, os gentios pecaram sem o conhecimento da Lei, enquanto que os judeus pecadores conhecendo os rigores da Lei, e por ela serão julgados. (Verso 2:13). Inclusive, Paulo afirma que não há apenas um justo sequer (3:10), ou seja gentios ou judeus que pratiquem a Lei: “Por isso, nenhuma carne será justificada diante dele.” (3:20) 

A justificação só acontecerá mediante a misericórdia divina, através do sacrifício propiciatório de Cristo. Portanto, aquele que tem fé em Jesus será justificado pelo sangue derramado, sangue que satisfaz a justiça do Pai. Deus estará sendo justo e justificador.

No capítulo 4, ao citar Davi e Abraão como exemplo, Paulo explica como Deus atribui a justiça sem considerar as obras, acontecendo a Salvação pela fé no Messias. No capítulo 5, Adão é comparado a Cristo, sendo que seu erro fez de todos nós também pecadores, e passou a considerar justos todos os seguidores de Cristo. 

A partir do capítulo 6, estendendo-se pelo 7 e 8, Paulo trata da santificação, em resposta à acusação de que a justificação pela fé estimula o pecado: “Permaneceremos no pecado para que a graça abunde.” (verso 6:1). Paulo explica que o crente sincero recorreu a Cristo para poder escapar do pecado e que a justificação produz santificação, e que essa luta pela santificação pessoal (7:14-25) é prova de que podemos escapar da condenação. Confirmando isso, em virtude do amor imutável de Deus (8:39), podemos ter a segurança da salvação.

A partir do capítulo 9 e durante o 10 e 11 o apóstolo fala do Plano de Salvação e da entrada dos gentios na Igreja, dizendo que a justificação pela fé, a rejeição dos judeus e a inclusão dos gentios estão de acordo com  as promessas de Deus feitas a Israel, pois essas promessas foram  feitas aos descendentes espirituais de Abraão. Observemos que Deus escolheu a Isaque e rejeitou a Ismael; escolheu a Jacó e rejeitou as Esaú, escolhas e exclusões inerentes às próprias promessas. 

Nos capítulos 12, 13 e 14 Paulo estimula os romanos a se aplicarem na vida prática dos dons e ministérios, pois em virtude das misericórdias divinas, chegará o dia em que os judeus serão enxertados novamente.

No capítulo 15 ele volta a falar dos planos missionários, daquilo que já fez e daquilo ainda pretende fazer, e encerrando, no capítulo 16, ele expressa sua esperança de visitar Roma quando de sua viagem prevista à Espanha. Termina a carta com saudações pessoais.

 

 

TRABALHO DE PESQUISA

www.elevados.com.br

 

 

OBRAS CONSULTADAS

 

LOPES, Augustus Nicodemus. Exposição em Romanos 1. Vídeo divulgado em www.youtube.com.br, consultado em dezembro de 2015.

CLARK, Gordon H. Bíblia Vida. Trad. João Ferreira de Almeida. Editora Vida, 1980.

 

Por: elevados.com.br

Publicado em 18/12/2015

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2020