Curiosidades do Novo Testamento

 

CURIOSIDADES DO

NOVO TESTAMENTO

 

 

Apresentamos, a partir de agora, uma série de curiosidades e fatos pitorescos ligados às histórias vividas por Jesus e outros personagens marcantes do Novo Testamento. Esses registros poderão ir sofrendo acréscimos à medida que outras curiosidades forem surgindo. Para facilitar a leitura, separamos as curiosidades por assunto, em seções.

Como anexamos a citação bíblica para cada fato, nosso leitor poderá ampliar seu conhecimento ao pesquisar os textos de forma a tomar conhecimento do contexto.

 

O TIME DOS 12 APÓSTOLOS

 

 

Os nomes dos 12 discípulos de Jesus são: Simão Pedro, André, Tiago (filho de Zebedeu), João, Filipe, Bartolomeu, Tomé, Mateus, Tiago (filho de Alfeu), Judas Tadeu, Simão (o Zelote) e Judas Iscariotes. (Mateus 10:2-4)

 

O IDIOMA QUE JESUS FALAVA

 

 

O idioma falado na época de Jesus era o aramaico, tanto na Judéia como na Galileia, sendo que o hebraico, o idioma original dos judeus, era utilizado obrigatoriamente nas leituras nos cultos das sinagogas. A história conta que o hebraico descaracterizou-se como língua popular próximo ao Novo Testamento, propiciando o uso do aramaico, no seu lugar. Outra informação que temos é que Jesus foi alfabetizado na língua hebraica, e isso explica a obrigação que as pessoas teriam em ler as Escrituras em hebraico nas sinagogas, como se pode ver em Lucas 4:18-22. (Informações Seculares)

 

PAULO E SILAS CANTAM NA PRISÃO

 

 Paulo e Silas estavam em Trôade quando foram impelidos pelo Espírito para atravessar o mar e pregar para as pessoas que moraram em Filipos, já em solo do atual continente europeu. Eles foram presos lá, e aconteceu um fato marcante na prisão: Por volta da meia-noite os dois oravam e cantavam louvores ao Senhor, quando sobreveio um terremoto que arrebentou a porta da prisão e partiu as correntes que os mantinham presos (Atos 16:26).

 

JESUS E SUA FAMÍLIA

 

 

O catolicismo teima em negar a existência de uma família completa de Jesus, enquanto viveu neste mundo. O Evangelho de Marcos, porém, registra isso com propriedade, quando Jesus estava cercado de ouvintes numa casa, ou templo, e lhe vieram avisar que Sua mãe e Seus irmãos estavam procurando por Ele na frente do local. (Marcos 3:31-35)

 

LUCAS, O EVANGELISTA QUE NÃO FOI DISCÍPULO

 

 

Lucas, embora tenha sido um médico grego, de não ter nenhuma descendência israelita, e não ter sido discípulo de Jesus, foi autor de dois livros do Novo Testamento: o Evangelho Segundo Lucas e Atos dos Apóstolos. (Colossenses 4:14)  Uma curiosidade que pouca gente se dá conta é que os originais do seu evangelho foram mandados para Timóteo (Lucas 1:1-4).


ZACARIAS DUVIDOU E FICOU MUDO

 

 

Quando o anjo Gabriel procurou pelo sacerdote Zacarias para avisar-lhe que sua mulher Isabel teria um filho na velhice (João Batista), Zacarias colocou dúvida de que isso viesse a acontecer. Imediatamente ele foi acometido de uma mudez que  persistiu até o dia em que o bebê nasceu. (Lucas 1:18-20)

 

O PRIMEIRO SERMÃO DE PAULO

 

 

O primeiro sermão de Paulo aconteceu em Damasco, na Síria, logo após ele ter se recuperado daquilo que lhe aconteceu na sua viagem pelo deserto: cair do cavalo e ficar cego momentaneamente (Atos 9:19,20). 

 

“PAULO AOS ROMANOS” NÃO É DE PAULO

 

 

Outra coisa que  poucas pessoas se dão conta é que a carta de Paulo aos romanos não foi escrita por ele mesmo, mas por Tércio (Romanos 16:22).

Aproveitamos para mostrar outra curiosidade de Paulo.  Ele nasceu na cidade de Tarso da Cilícia, e teve como professor a Gamaliel, uma instrução de acordo com a Lei Judaica. (Atos 22:3)

 

POPULAÇÃO DA ROMA ANTIGA

 

 

Na época do Novo Testamento, a população de Roma era superior a um milhão e meio de habitantes, sendo que mais da metade desse número eram escravos. Estavam incluídos nessa faixa de escravos a grande maioria dos crentes de Roma. (Informação secular)

 

OS ANJOS GABRIEL E MIGUEL

 

 

De acordo com os relatos do Novo Testamento, apenas dois anjos foram mencionados nominalmente nos seus textos: Gabriel (Lucas 1:19) e Miguel (Judas 9).

 

ÚNICO ORADOR DO NOVO TESTAMENTO

 

 

Qualquer um apostaria em Paulo de Tarso como sendo o único orador mencionado no Novo Testamento. Na verdade, esse título pertence a Tértulo, denunciante de Paulo para o governador Félix. (Atos 24:1)

 

ZAQUEU É MAIS FALADO DO QUE O SÍLVIO SANTOS

 

 

A única menção nas Escrituras a uma pessoa que subiu em uma árvore é aquela sobre Zaqueu, o chefe dos cobradores de impostos. Disseram a ele que Jesus, o nazareno, estava vindo pela cidade, e que forçosamente passaria pelo local aonde estavam. Como Zaqueu era bem baixinho e naturalmente não conseguiria ver Jesus por trás das pessoas mais altas, ele resolveu subir numa árvore e ficar esperando pela passagem do Nazareno. (Lucas 19:2-4)

Por ser um homem rico, é curiosa a sua persistência em querer ver o Mestre passando. A árvore em que ele subiu era chamada de sicômoro, que produz um fruto semelhante aos da figueira comum. O tronco dessa árvore é robusto, ramificando-se com galhos baixos, tornando-se uma árvore adequada para ser plantada junto das estradas, pelo fato de proporcionar uma excelente sombra. Sua altura pode chegar a 25 metros, e não possui espinhos. Por quê estamos falando de espinhos? É porque algumas pessoas afirmam que esse tipo de árvore é cheia de espinhos nos seus galhos, talvez com a intenção de aumentar os sofrimentos de Zaqueu, sofrimento esse que ele não experimentou.

 

MÁRTIRES, SEGUNDO O NOVO TESTAMENTO

 

 

Logicamente, é sabido que quase todos os apóstolos de Jesus tiveram uma morte horrível, pagando caro por terem seguido a Jesus. Porém, os textos do Novo Testamento só mostram dois registros de mortes como mártires: Estêvão (Atos 22:20) e o anjo da Igreja de Pérgamo (Apocalipse 2:13). Os demais casos comentados são provenientes de registros históricos seculares. A figura acima ilustra o anjo de Pérgamo.

 

JESUS CITA A MULHER DE LÓ

 

 

Quem não conhece aquele caso da família de Ló, sobrinho de Abraão, que foi liberto de Somoda, antes dela ser destruída pelo próprio Deus. Eles foram advertidos para fugirem rapidamente dali e que não deveriam olhar para trás. Como a mulher de Ló desobedeceu às ordens divinas, ela foi transformada numa estátua de sal. (Gênesis 19) 

Jesus, falando sobre quando aconteceria a vinda do Reino de Deus, explicou isso num espetacular discurso de seis palavras, mencionando o que tinha acontecido à mulher de Ló: “Lembrai-vos da mulher de Ló.”  (Lucas 17:20-33)

 

A TABULETA NA CRUZ

 

 

A expressão “Jesus, rei dos judeus”, pendurada na cruz, estava escrita em três idiomas: hebraico, latim e grego. (João 19:19,20)

 

O MILAGRE DA ÁGUA E DO VINHO

 

 

A curiosidade desse registro está no fato dele mostrar o primeiro milagre de Jesus, em Seu ministério terreno. Aconteceu na cidade de Caná da Galileia, numa festa de casamento, quando o vinho acabou e, para evitar constrangimentos, Jesus resolveu transformar em vinho a água que estava nos lagares. Segundo o texto, esse vinho era muitíssimo superior aquele que o noivo oferecera no início da festa. (João 2:1-5) Acima, uma peça de pedra do tipo em que se preparava o vinho. 

 

QUEM NÃO TIVER PECADO...

 

 

A Bíblia registrou uma situação em que as pessoas queriam punir uma mulher surpreendida em adultério. A punição para a mulher, nesse caso, seria de apedrejamento, mas para o homem que foi surpreendido com ela, não parece haver nenhum castigo previsto. 

Jesus “intrometeu-se” nessa desavença e, enquanto os homens falavam nervosos, parecendo muito preocupados em fazer cumprir os castigos previstos na Lei, o Mestre fingia que estava escrevendo na areia. Parecia que estava fazendo isso para desviá-los do seu intento, mas era para dar tempo deles se acalmarem. E deu certo, pois quando Ele perguntou aos homens quem ali não tinha pecado para ser punido, que poderia atirar a primeira pedra, eles foram saindo um após o outro. (João 8:6-8) Ah, a mulher só recebeu de Jesus a seguinte declaração: “Teus pecados estão perdoados. Vá e não peques mais!”  (João 8:1-11)

 

CRUZ, SÓ PARA CRIMINOSOS

Nenhum cidadão romano deveria carregar uma cruz ou ser morto nela, pois esse castigo era reservado apenas para os escravos, criminosos e estrangeiros. Acredita-se que esse tipo de morte foi introduzido na Palestina por Antíoco Epifânio, por volta do ano 165 a.C. (Bible Dictionary, Vol. 8, Pág. 236)

 

MÚSICA PARA O FILHO PRÓDIGO

 

 

A curiosidade aqui comentada é sobre referência à palavra MÚSICA no Novo Testamento, que aconteceu apenas uma vez, ou seja, quando o filho pródigo voltou à sua casa, disposto a pedir perdão ao pai pela sua atitude de ir embora, abandonando a vida familiar decente que levava. 

No momento em que ele ia se aproximando de sua casa, diz o texto que ele ouviu música, e nós sabemos que era proveniente da festa que o pai programara para recepcionar esse filho que estava voltando para o seio da família. (Lucas 15:25)

 

QUEM REMOVEU A PEDRA DO SEPULCRO?

 

 

Lembrando o que foi contado pelos autores dos Evangelhos, na manhã do dia seguinte as mulheres que assistiram à crucificação foram até o sepulcro para ungir o corpo de Jesus com aromas e unguentos.

Na verdade, os textos dos Evangelhos são desencontrados, quando mencionam as mulheres que ali estiveram: João fala apenas de Maria Madalena (João 20:1-10); Mateus menciona também a Maria, mãe de Tiago (Mateus 28:1-8); Lucas acrescenta às duas a presença de uma mulher chamada Joana (Lucas 24:1-10); Marcos, para finalizar, fala de Madalena, Salomé, e da Maria mãe de Tiago (Marcos 16:1-8).

Quanto à remoção da pedra, Mateus menciona o aparecimento de um anjo que desceu do céu para rolar a pedra que fechava o sepulcro, e que o aspecto dessa criatura era o de um relâmpago, sendo sua roupa branca como a neve. (Mateus 28:1-3)

 

O DRAGÃO DO APOCALIPSE

 

 

Entre as grandes visões do apóstolo João na ilha de Patmos, está aquela dos três espíritos imundos saindo da boca do dragão, da besta e do falso profeta. Segundo João, esses espíritos tinham a aparência de sapos ou rãs (Apocalipse 16:13). Outra visão dele é aquela do anjo forte descendo do céu com um livrinho aberto na sua mão. A voz desse anjo era semelhante ao rugido de um leão (Apocalipse 10:3).

 

ÚLTIMA CIDADE MENCIONADA NO NOVO TESTAMENTO

 

 

A última cidade mencionada na Bíblia, no final do livro de Apocalipse, foi a Cidade Santa, ou seja, a Nova Jerusalém. (Apocalipse 22:19)


JOÃO, O APÓSTOLO MAIS JOVEM

 

 

João, além de ter sido o discípulo mais jovem de Jesus, entre todos eles, também é considerado o apóstolo mais querido de Mestre. 


SÓ JUDAS NÃO ERA DA GALILÉIA

 

 

Judas foi o único dos doze apóstolos que não era da Galileia. Inclusive, tem fofoqueiros por aí que dizem que Judas nasceu na Argentina. Brincadeiras à parte, Judas nasceu em Kerioth, na região da Judeia.

 

ARQUIPO, COMPANHEIRO DE PAULO

 

 

Paulo não perdia oportunidade para engrandecer e elogiar o trabalho e a ajuda de muitas pessoas dentro do seu ministério. A um homem chamado de Arquipo ele costumava honrá-lo com a frase “companheiro de lutas”. (Filemon 2)

 

O PRIMEIRO PROFETA DO NOVO TESTAMENTO

 

 

Depois de Malaquias, no Velho Testamento, o próximo profeta que apareceu foi João Batista, já no Novo Testamento, homem que sempre se vestia com pele de camelo (Mateus 3:1,4) e que pregava duas coisas: 

 

O TEMPERO DA VIDA

 

 

Sempre fazendo comparação às coisas naturais existentes na época, o apóstolo Paulo recomendava aos cristãos cuidarem daquilo que falam, da mesma forma como temperam os alimentos com sal, para preservá-lo.  (Colossenses 4:6)

 

 

AUTOR DA PESQUISA

Walmir Damiani Corrêa

 

 

 

 

Por: Walmir Damiani Corrêa

Publicado em 13/06/2016

Procedência - www.elevados.com.br

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2018