Crentes

 PIADAS SOBRE CRENTES

 

Cantora Aline Barros
 
 

INTRODUÇÃO
 
Da mesma forma como garantimos na outra secção de que os fatos contados são “Acontecimentos Reais”, não colocamos a mão no fogo pelos acontecimentos relatados abaixo. Tem muitos crentes “safados” que gostam de fazer piada sobre tudo, e nós conhecemos alguns deles. De qualquer forma, vamos relacionar os “causos” que chegaram até nós.
 
 
 
EMOÇÕES DE RETIRO
 
 
Certa vez, após um momento muito fervoroso de oração, num retiro, como todos choravam muito o dirigente resolveu abrir oportunidade para que os participantes manifestassem o que estavam sentindo. Foi nessa hora que um irmãozinho novo chegou-se até o microfone e declarou emocionado: “Sem sacanagem nenhuma... Estou todo arrepiado!”
 
 
 
 
PASTORES TRAZEM VIDA OU MORTE?
 
 
Conta-se que anos atrás o Pr. Mário Rosa e o Pb. Francisco Silva (ambos de saudosa memória) foram visitar uma senhora enferma na sua casa. A viagem foi apressada, pois disseram que a doente estava muito mal. Quando chegaram na frente da casa, uma galinha saiu correndo pelo portão e foi atropelada pelo Pr. Mário. O presbítero pergunta assustado ao pastor: 
— Nós viemos aqui para trazer vida ou para trazer morte?
 
 
 
O LADRÃO E O PAPAGAIO
 
 
Numa madrugada qualquer, um ladrão entra pelos fundos de uma casa e começa, em silêncio, a arrombar a porta dos fundos.
 Logo no início, escuta uma voz sussurrando:
—  Jesus está te olhando!
O ladrão se assusta, olha para os cantos na penumbra, mas não vê nada. E segue tentando arrombar a porta, quando escuta novamente a voz:
—  Jesus está te olhando!
Meio incrédulo, mas com a certeza de ter escutado a frase, olha novamente ao seu redor e nada. Quando reinicia sua "tarefa", ouve novamente a voz pela terceira vez:
—  Jesus está te olhando!
Dessa vez, ele percebe de onde vem a voz e acende a lanterna, iluminando um canto da área de serviço, quando vê um papagaio na gaiola. Aliviado, ele pergunta:
—  Ah...  Então é você o Jesus?
E o papagaio responde:
—  Não. Eu sou o Judas.
—  Judas???  E quem foi o louco que botou o nome de Judas num papagaio? 
—  O mesmo que botou o nome de Jesus no Pitbull. 
— Pega Jesus!!!
 
 
PRECISA-SE DE NOTISTA
 
 
Conta-se que um irmãozinho chamado Zito veio de Pernambuco para arrumar emprego em São Paulo. Chegando na Paulicéia, estranhou tudo, mas ficou andando por todo lado à procura de uma colocação. Perto da Praça da Sé avistou uma placa oferecendo emprego e resolveu entrar na fila. Quando chegou a sua vez, o atendente lhe perguntou:
— Nós estamos precisando de um notista com prática. Você é notista?
— Claro, pois eu sou de lá. 
Como o homem não entendeu a resposta, continuou perguntando e Zito continuou respondendo.
— Sim, sim... Eu sou de Pernambuco!!! 
Aí o atendente começou a rir e explicou-lhe:
— Meu amigo, nós estamos precisando é de um notista e não de um nortista.
 
 
FALAR EM LÍNGUAS
 
 
Um irmão, da cidade de Joinville/SC, conta que quando se converteu, foi entrevistado para poder fazer o curso para o batismo. 
— O irmão fala línguas?
— Ainda não, mas pretendo me matricular no Yázigi assim que der. 
 
 
 
 
UM IRMÃO GAY
 
 
Um casal de namorados da nossa Igreja resolveu ir a um cruzeiro, juntos e sozinhos. Logicamente, todo mundo na igreja começou a comentar o acontecimento, e o pastor se viu na obrigação de chamar os dois para uma conversa. 
O rapaz mostrou-se surpreso: “O que é isso, pastor? Não aconteceu nada. Nós oramos muito antes de ir, e fomos apenas para curtir da viagem.”
Como a namorada confirmou o fato, o pastor vira para o rapaz e pergunta: “Meu irmão, você é gay?”
 
 

ÓCULOS DE SOL PARA NEVOEIRO
 
 
O Pr. Marcos Antônio da Silva conta que esteve na Alemanha, cooperando com o Pr. Ricardo Fink, homem de vida espiritual autêntica e também muito alegre.
Numa noite, viajaram para Frankfurt para participar de uma cruzada. No retorno enfrentaram uma neblina muito densa na rodovia, e o Pr. Fink saiu-se com essa:
— A visibilidade está a zero. Mas eu tenho uma solução aqui no porta-luvas. 
E ele apanhou seus óculos escuros e continuou falando.
— Meu irmão, agora consigo enxergar melhor. Vejo a pista perfeitamente.
O Pr. Marcos Antônio confessa até hoje que não entendeu nada, mas que o Pr. Fink chegou a correr 90km por hora o tempo todo.
 
 
 
ORAÇÃO PELO ALIMENTO
 
 
Um missionário viaja pelo pantanal mato-grossense, quando surge uma onça faminta:
A fera lambe os beiços e se prepara para dar o bote. O missionário se ajoelha e começa a orar:
— Ó, Senhor, incute sentimentos cristãos nesta fera!
E a onça...
— Senhor, abençoa este alimento que estou recebendo agora!
 
 
 
PAPAGAIO CRENTE
 
 
O pastor tinha um papagaio que decorava facilmente versículos bíblicos. O papagaio os repetia tanto, durante o dia, que o pastor resolveu levá-lo à igreja, para que todos lá pudessem vê-lo.  Quando estava no púlpito, colocou o papagaio na frente do microfone e começou a incentivá-lo a falar:
― Fala, papagaio!  Fala, papagaio!
Como o louro não dizia nada, o pastor ficou nervoso e começou a apertar o pescoço do papagaio, até que ele começou a falar:
― Irmãos, vamos orar que o inimigo está furioso!
 
 
 
CABARÉ PROCESSA IGREJA UNIVERSAL
 
 
Em Aquiraz, no Ceará, dona Tarcília Bezerra construiu uma expansão de seu cabaré, cujas atividades estavam em constante crescimento após a criação de seguro desemprego para pescadores e vários outros tipos de bolsas.
Em resposta, a Igreja Universal local iniciou uma forte campanha para bloquear a expansão, com sessões de oração em sua igreja, de manhã, à tarde e à noite.
O trabalho de ampliação e reforma progredia célere até uma semana antes da reinauguração, quando um raio atingiu o cabaré queimando as instalações elétricas e provocando um incêndio que destruiu o telhado e grande parte da construção.
Após a destruição do cabaré, o pastor e os crentes da igreja passaram a se gabar “do grande poder da oração“.
Então, Tarcília processou a igreja, o pastor e toda a congregação, com o fundamento de que eles “foram os responsáveis pelo fim de seu prédio e de seu negócio” utilizando-se da intervenção divina, direta ou indireta e das “ações ou meios.”
Na sua resposta à ação judicial, a igreja, veementemente, negou toda e qualquer responsabilidade ou qualquer ligação com o fim do edifício.
O juiz a quem o processo foi submetido leu a reclamação da autora e a resposta dos réus e, na audiência de abertura, comentou:
“– Eu não sei como vou decidir neste caso, mas uma coisa está patente nos autos: temos aqui uma proprietária de um cabaré que firmemente acredita no poder das orações e uma igreja inteira declarando que as orações não valem nada!”.
 
 
Esta notícia foi divulgada pelo site CACP que, por sua vez, relaciona os sites que confirmam toda a história.
 
http://www.blogtvwebsertao.com.br/2013/05/essa-e-boa-no-ceara-cabare-processa.html
 
http://www.oestadoce.com.br/coluna/cabare-processa-universal
 
http://www.estimulanet.com/2013/05/dona-de-cabare-processa-igreja-universal.html
 
https://www.facebook.com/ATEA.ORG.BR/posts/577676292262957
 
http://www.blogtvwebsertao.com.br
 
http://praiadexangrila.com.br/cabare-processa-igreja-universal/
 
 
 
CONHECIMENTO MUSICAL 
 
 
Um irmão pediu “oportunidade” para cantar um hino no culto de domingo à noite. Quando ele pediu ao conjunto que lhe desse o “tom”, o maestro perguntou:
— Qual é o tom?
— Ré está bom.
O maestro indagou de novo:
— Ré maior ou menor?
— Me dá um remédio  — respondeu confiantemente o irmão-cantor. 
 
 
 
 

Por: Walmir Damiani Corrêa

Publicado em 09/07/2018

Procedência - Diversas

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2018