Astrologia: um mundo ilusório

 

 

ASTROLOGIA

UM MUNDO ILUSÓRIO

 

 

A Astrologia é um ramo do Esoterismo oculto, amiguinha íntima da alquimia e da magia. É tida como a arte (ou ciência???) de predizer o futuro pela posição dos corpos celestes. A origem das suas crenças passa pela Babilônia, Grécia, Índia e China. Para se ter ideia, existem registros de horóscopos traçados na Grécia Antiga, já no ano 2154 a.C.  Apesar de ser antiga, Deus a rejeita.

Qual será a recompensa em seguir à Astrologia, suas crenças e adivinhações? Podemos dar uma olhadinha na Bíblia Sagrada e ver o que ela pensa disso.

Cláudio Ptolomeu (astrônomo)

 

1. A astrologia induz as pessoas a consultarem objetos mortos, como astros e planetas, ao invés de consultarem ao Deus Vivo. Por isso, traz iminente juízo de Deus sobre aquele que a consulta (Atos  7:42-43).

2. Os que praticam a Astrologia “serão como restolho, e o fogo os queimará.” (Isaías 47:13-14) e “terão um triste fim,” (Jeremias 8:2).

3. Por ser uma espécie de culto e uma clara prática de adivinhação (Deuteronômio 4:19), a Astrologia cria vínculos com o ocultismo e atrai demônios para a vida daqueles que a praticam (Atos 16:16-18 e 1 Coríntios 10:20).

Deuses gregos: Astrologia e Ocultismo

 

MAPA ASTRAL, ZODÍACO E SIGNOS

 

O mapa astral é definido como a leitura da suposta influência que os astros têm sobre nós a partir do nosso nascimento, conforme o signo (áries, touro, etc.). Os signos são doze divisões feitas em constelações que integram um cinturão imaginário de nome Zodíaco. Deus abomina a Astronomia (Deuteronômio 17:2-5; Jeremias 14:14; Tiago 4:14).

Há pessoas que não saem de casa sem ler o horóscopo (Eclesiastes 8:6-9), não sabendo que os signos são ilusórios. Eles envolvem três enganos:

1. O signo trata de pura especulação:  São doze signos para todos os bilhões de pessoas que vivem neste planeta. Como uma previsão se cumprirá para tantos ao mesmo tempo? Caso o signo prediga  “sorte no amor”, como fica a pessoa que é traída?  Deve se divorciar naquele dia, ou se matar?

2. O signo lida com manipulação psicológica:  Quem lê o signo é induzido a incluir-se na previsão (Colossenses 2:8).

3. O signo nega o livre-arbítrio do homem e o amor de Deus:  Ele tira a responsabilidade do homem, pois é o horóscopo quem toma as decisões. Biblicamente, porém, não há destino e nós respondemos por nossas escolhas. Se você aceitar uma previsão irreversível, negará a intervenção de Deus na sua vida! É puro fatalismo imoral!  (Deuteronômio 30:19 e Zacarias 10:2).

 

UMA SUCESSÃO DE ERROS CIENTÍFICOS

 

Sabemos que Deus sempre quer o melhor para nós. O simples uso do bom senso desmascara o engano das previsões astrológicas.

1. A Astrologia está errada em relação à posição dos astros:  Ela foi organizada a partir do conceito ptolomaico do universo (Ptolomeu 90-168 d.C.), época em que se acreditava que o Sol girava em torno da Terra. Eram conhecidos apenas cinco planetas, se não contassem o Sol e a Lua. Mas, a partir de Galileu Galilei (1564-1642) constatou-se a existência dos demais planetas hoje conhecidos. A Lua, por sua vez, passou a ser contada apenas como um satélite. Como acreditar, portanto, na Astrologia, já que a sua origem fundamenta-se em equívocos e falta de informações? (Zacarias 10:2). Procure ler o que João 8:44 fala sobre o futuro dos responsável por doutrinas mentirosas, como essas que estamos comentando.

2. A Astrologia está errada em relação à posição espacial da Terra:  A Terra está inclinando-se sobre seu equinócio, assim como o Sol, por causa da precessão dos equinócios. Ela se move uns 50 segundos por ano, mudando deste modo sua posição em relação aos demais astros.

Na verdade, se contarmos desde a criação da Astrologia, já temos dois meses a menos. Pense, então: Como as constelações, os signos podem influenciar nossas vidas se eles nem estão mais naquele seu posicionamento inicial? (Jeremias 8:2)

3. A Astrologia está errada em sua concepção de universo: Ela faz cálculos acreditando que os astros estão equidistantes uns dos outros. Contudo, o céu que vemos não é um teto, pois é infinito.

Vamos analisar: A Lua dista cerca de 386.000 Km da Terra e as estrelas cerca de 6.000 anos-luz, ou mais, de distância (mais de 8,9 trilhões de Km, acima de quadrilhões de Km; uma cifra tão elevada que excede nossa compreensão). Concluindo, as previsões não passam de fantasias tolas e imaginárias (Jeremias 14:13-16),

4. A Astrologia está errada sobre o futuro:  Se o futuro pertence a Deus, então qual é a lógica das previsões? Tome o Cruzeiro do Sul como exemplo, ele que se apresenta como cinco estrelas formando uma cruz. No entanto, uma está mais aprofundada no espaço do que a outra, significando que se elas forem vistas fora da Terra ou de outro ângulo, essa figura coincidente de cruz deixará de existir. Logo, as constelações que designam os signos não passam de pura invenção ou ilusão de ótica (Ezequiel 13:6-8 e Amós 5:26-27).

 

 

AUTOR DA PESQUISA

Walmir Damiani Corrêa 

www.elevados.com.br

 

 

FONTE PESQUISADA

 

HOUSTON, James. Desmascarando o ocultismo. Rio de Janeiro/RJ: Danprewan, 2003

Por: Walmir Damiani Corrêa

Publicado em 05/03/2020

Procedência - Internet

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2020