Esoterismo

 

ESOTERISMO

 

 

INTRODUÇÃO

 

Para o site Wikipedia, Esoterismo é o nome genérico que designa um conjunto de tradições e interpretações filosóficas das doutrinas e religiões que buscam desvendar seu sentido supostamente oculto.

Para os estudiosos cristãos, o Esoterismo envolve um sistema de crenças em fatos sobrenaturais, herdado da antiguidade. Acredita-se que o iniciador tenha sido Zoroastro, centro de uma prática religiosa adoradora de Ahura Mazda, o deus místico dos persas.

Engloba crendices ligadas à alquimia, magia, pirâmides e cristais, astrologia, quiromancia, entre outros, condensados num vasto sincretismo religioso ligado ao misticismo em geral, com incursões pelo Egito, Grécia Antiga e Idade Média. O Esoterismo está mergulhado no ocultismo.

Sintetizando, o Esoterismo, que é uma espécie de neopaganismo, se autoanula doutrinariamente, pois suas falhas desmascaram a sua própria armadilha.

 

CAPÍTULO I

 DOUTRINAS

 

Abaixo, alguns pontos que são importantes da estrutura do Esoterismo, observados através das práticas comuns de seus seguidores. 

 

a)   ANJOS, CRISTAIS E OUTRAS CRENÇAS 

 

Acreditam na existência de espíritos evoluídos, nos mestres da sabedoria cósmica, nos espíritos elementares da natureza (gnomos, elfos, salamandras, magos, druidas, magos), em habitantes no interior do planeta, seres interplanetários e nas fadas. Eles têm vasta literatura, incluindo aí o seu maior defensor brasileiro, o escritor Paulo Coelho. 

 

b)  DEUS É UMA FORÇA CÓSMICA 

 

Para eles, Deus é tudo em todos, uma força cósmica energizadora, impessoal. Eles O chamam de “Grande Mestre”, e “Amor incorpóreo”. Descartam completamente a existência de Deus como juiz. Entretanto, não é o que diz a Bíblia em Salmo 98:9, Salmo 10:18, etc. Enfim, os esotéricos são panteístas. 

 

c)  JESUS É UM ILUMINADO 

 

Jesus é considerado uma pessoa brilhante, iluminada, equiparado a Mahatma Gandhi e Buda. Dentro dos títulos que empregam, Jesus seria o grande Avatar, aquele que levará a todos a um tempo áureo e de pleno conhecimento de sua potencialidade.

Vamos discordar: A voz de Deus se fez ouvir às margens do rio Jordão, quando Jesus estava sendo batizado: “Este é o meu filho amado, em quem me comprazo.”  Deus não falou que Jesus era um avatar, um homem brilhante, um iluminado, nem se era comparado a alguém. O próprio Jesus desmente os esotéricos: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim.” (João 14:6)    

 

d)    PECADO E SALVAÇÃO

 

Para os esotéricos, o homem é resultado da evolução das espécies. Não existe pecado, e a Salvação é o resultado das reencarnações que tornam o homem um iluminado, como Buda conseguiu ser. Ensinam que o homem se encontra no ciclo interminável de evolução e involução (Sensara).

Mas, não está assim na Bíblia:

 

“Não existe homem sem pecado [...] não há temor de Deus diante dos seus olhos.[...] Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.” (Romanos 3:10-18,23) 

“O salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de /deus é a vida eterna...”  (Romanos 6:23) 

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar...”  (1 João 1:9) 

 

b)    DUALISMO TAOÍSTA 

 

Os esotéricos também seguem os princípios taoístas do Yin e Yang, onde o bem e o mal se equilibram. Perguntamos que relação haveria entre a luz e as trevas, caso se misturassem e tentassem viver em equilíbrio?  E quanto ao óleo e o azeite?  Biblicamente, a presença divina desfaz o mal, nunca tentando equilibrá-lo com o bem (João 1:5 e 1 João 1:5,6) 

 

c)   JESUS ESTEVE NA ÍNDIA? 

 

Como já dissemos anteriormente, para os esotéricos Jesus não passou de um ser iluminado, assim como foi Buda e Mahatma Gandhi. Defendem que Jesus teria vivido na Índia dos 12 aos 30 anos, período em que não aparecem registros sobre Ele na Bíblia.

Desmentindo, o que se lê é que Jesus frequentava sinagogas, nunca sendo mencionado que Ele frequentava templos hindus. Em Israel, Ele trabalhava como carpinteiro, o mesmo ofício de Seu pai José. Em Mateus 13:55 as pessoas comentam sobre Ele e Sua profissão, logicamente, até aquele dia. Ele não teria sido um carpinteiro com seu pai, se tivesse passado aquele período na Índia. 

 

d)   ERAS ASTROLÓGICAS 

 

 Para os esotéricos adeptos da Nova Era, a evolução cósmica acontece através das eras astrológicas: Era de Touro (Egito), Era do Carneiro (Israel), Era de Peixes (Cristianismo) e Era de Aquários (atual). Para eles, a Era de Peixes foi a menos evoluída. 

 

e)   SALVAÇÃO 

 

A salvação deles vem pelas constantes reencarnações que sofrem, da mesma forma como os seguidores do Hinduísmo. Eles reencarnariam 8.400.000 vezes: 11 mil como insetos, 4 mil como macacos, 200 mil como gente.

Alguém já sugeriu que se tome cuidado ao matar uma mosca, pois poderá estar assassinando um dos espíritos reencarnados da sua vovozinha. Hebreus 9:27 diz que “aos homens está ordenado morrer uma só vez, vindo depois disso o juízo.”   

Outra pergunta divertida que fazem por aí é se ainda não deu tempo para os espíritos reencarnados se aperfeiçoarem, depois de tantos séculos já passados. 

 

CAPÍTULO II

PRÁTICAS ESOTÉRICAS COMUNS

 

  • Preparam altares domésticos com alimentos para os espíritos. (Jeremias 7:17-20)
  • Acendem velas e queimam incenso diante de imagens. (Jeremias 18:15-17)
  • Usam figas, patuás e outros amuletos. (João 8:47)
  • Acreditam em duendes, gnomos e outros protetores. (Deuteronômio 8:18-20)
  • Consultar búzios, cartomancia e artes divinatórias e bolas de cristal (Miquéias 5:12-14)
  • Consultam a magos, druidas e mestres cósmicos. (Jeremias 19:13)
  • Recorrem a anjos cabalísticos.(Apocalipse 19:10 e 22:8,9)
  • Apelam à magia para resolverem questões amorosas. (Ezequiel 21:21-24)
  • Invocam as forças da natureza. (2 Reis 23:4,5 e Deuteronômio 13:1-3)
  •  Levantam altares na natureza. (Deuteronômio 7:5) 

 

 

 

AUTOR DA PESQUISA


Walmir Damiani Corrêa

 

 

 

Por: Walmir Damiani Corrêa

Publicado em 25/06/2013

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2021