Daniel

 

DANIEL

 

 

Daniel era membro da família real, nascido em Jerusalém em 623 a.C. (um ano antes de Ezequiel) durante a reforma de Josias, no início do ministério de Jeremias (627-582). Alguns acham que ele era um dos descendentes do rei Ezequias (Is 39:5-8; Dn 1:3). Boa parte dos comentaristas pensa que ele foi tornado em eunuco (2 Rs 20:17,18; 2 Rs 24:1,12-14; Dn 1:3,7). 

Daniel foi levado cativo para a Babilônia na primeira deportação em 606 a.C. Depois de três anos de estudos, foi selecionado para o serviço real de Nabucodonosor (1:17-21). Seu nome foi mudado, de acordo com o panteão de deuses babilônicos, para Beltessazar (1:7), “Que Bel proteja a sua vida” ou “Príncipe de Bel” (um dos deuses principais dos babilônios). 
 
Em 603 a.C., com 20 anos de idade, Daniel foi declarado governador da província da Babilônia e chefe supremo de todos os “sábios” (2:48-49). Foi o principal conselheiro de Nabucodonosor durante a destruição de Jerusalém em 586 a.C., e com seus amigos (2:49), exerceu grande influência sobre os judeus cativos levados à Babilônia. Ajudou muito as vilas e colônias agrícolas dos judeus, como Tel Abibe (outeiro de grão) de Ezequiel (Ez 3:15).
 
Profetizou durante 67 anos (603-536 a.C.), servindo cinco reis babilônios e dois reis medo-persas.  No governo de três deles (Nabucodonosor, Belsazar e Dario) ele serviu como primeiro ministro. Seu livro, escrito em cerca de 535 a.C., provavelmente foi trazido de Babilônia para Jerusalém por um dos três grupos que retornaram, liderados por Zorobabel, Esdras e Neemias. A data e as circunstâncias de sua morte na Babilônia são desconhecidas.
 
Daniel era um homem resoluto, corajoso, sábio, cheio de fé, e homem de oração. O texto de Daniel 6:3-4 descreve-o como tendo “espírito excelente”, “fiel”, e “sem erro ou falta” (irrepreensível). Os textos de Daniel 9:23 e 10:11 e 19 chamam-no três vezes de “muito amado” (altamente estimado).
 
 
 
AS LIÇÕES DE DANIEL PARA A NOSSA VIDA
 
 
 
a) É possível nos manter fieis a Deus, mesmo estando num ambiente pagão;
 
b) Deus mantém Seus filhos em todas as classes sociais: Daniel servia aos dominadores no palácio, enquanto que Ezequiel era líder dos nativos na zona rural;
 
c) Um jovem cristão pode ter tanto sucesso na vida quanto os jovens do mundo;
 
d) Ninguém é obrigado a ser separado para pastor ou missionário para que sirva ao Senhor. Deus precisa de seguidores sérios em qualquer ambiente;
 
e) Um servo de Deus pode participar de um ambiente político sem se corromper;
 
f) Deus usa poderosamente as pessoas que se consagram a Ele;
 
g) Deus tem a história em Suas mãos: tudo acaba conforme a Sua vontade;
 
h) Deus nem sempre impede que sejamos jogados na cova dos leões, mas mantém-se conosco lá, caso isso aconteça.
 
 
 
 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
 
 
COELHO FILHO, Isaltino Gomes. Um estudo no profeta Daniel. 

Por: Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho

Publicado em 18/09/2013

Procedência - ADIBERJ – Associação dos Diáconos Batistas do Estado do Rio de Janeiro

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2021