Amor e Luz: elementos que emanam de um mesmo Deus

 

 AMOR E LUZ

ELEMENTOS QUE EMANAM DE UM MESMO DEUS

 

 

Por esta razão, nós também, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós, e de pedir que sejais cheios do pleno conhecimento da Sua vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual. E oramos para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-Lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus, corroborados com toda a fortaleza, segundo a força da Sua Glória, em toda a paciência, e longanimidade com gozo, dando graças ao Pai que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz, e que nos tirou do poder das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do Seu amor, em quem temos a redenção pelo Seu sangue, a saber, a remissão dos pecados.  Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação.                                                                                    (Colossenses 1:9-15)

 

Podemos observar uma situação paradoxal: Ele é, ao mesmo tempo, nosso Pai e nosso Irmão. Olhando por esse prisma, vemos que Jesus é, ao mesmo tempo, a pedra de fundamento e a pedra de remate. Em palavras mais práticas, podemos dizer que Ele é o alicerce e o telhado. Jesus é nosso irmão maior e nosso Pai espiritual, o Pai da Eternidade.
 
Jesus se revela a cada um de nós de uma forma diferente, usando figuras diferentes, através de várias facetas, vindo a este mundo para revelar todas as coisas de Deus, para a nossa transformação. O poder de Jesus é tão grande, que operou em dimensões espirituais tenebrosas, produzindo a obra de libertação.
 
No versículo 13 do nosso texto, Paulo diz que Jesus nos recebe no Seu Reino Espiritual, pois apesar de vivermos aqui neste mundo, não pertencemos a este mundo.  É como se fôssemos seres extraterrestres, vivendo aqui em companhia de pessoas que só se adaptam às coisas deste mundo. Está escrito! Nem Jesus, nem nós pertencemos a este mundo! (Jo 15:19)
 
 
 
O ELEMENTO DIVINO
 
 
 
Segundo o nosso texto-base, Deus nos tira do império das trevas, das garras da morte eterna e nos coloca no Reino do Filho do Seu amor, plantando dentro de nós elementos que não são terrenos. Quando o coração do seu humano é transformado e se abre para receber ao Cristo vivo, um elemento divino, celestial, alheio a este mundo, passa a fazer parte da nossa vida.
 
É preciso que tenhamos consciência de que Cristo é maior do que qualquer homem ou religião que existem ou já existiram.  Ele coloca em nós elementos que não são humanos. Tudo se faz novo para aquele que conhece a Jesus.  Se você não sente nada de novo, de transcendental dentro de si, clame a Jesus Cristo, para que Ele lhe conceda a graça de sentir o Seu toque pessoal na sua vida. 
 
Uma pessoa problemática pode receber correção, conserto, remendos, pode ser tratada numa instituição de formação ou de correção, mas Cristo, porém, não remenda, não conserta: Ele faz, pelo Seu Espírito, com que as pessoas nasçam de novo, comecem do marco zero.  É uma obra que ninguém mais consegue operar!
 
 
 
 
 
UMA EXPERIÊNCIA PESSOAL
 
 
 
O apóstolo Pedro diz que “...somos de novo gerados para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos.”  (1 Pe 1:3).  Essa é a obra de Salvação!  Cristianismo é isso!  Jesus é a imagem do Deus invisível, conforme o nosso texto!
 
Temos dito aos nossos jovens obreiros que é necessário um mínimo de experiência pessoal com Deus para que ousemos subir num púlpito. Este lugar não foi estabelecido para comunicação de conhecimentos teológicos, de informações, mas para divulgar experiências vividas na presença de Deus! Estamos falando de Jesus, o transformador de almas! Jesus penetrou na minha vida até onde o homem não conseguia chegar; atingiu pontos que nem família, nem amigos, nem polícia conseguiram!  Cristo é real!  Ele é vivo!  E eu estou falando de coisas que aconteceram comigo!  Não é história que me contaram, não!
 
 
 
AS MEDIDAS DE DEUS
 
 
 
De repente, alguém pode estar querendo definir Deus. Não conseguiremos! Se Deus é Espírito, como poderemos defini-lo?  Se a nossa inteligência pudesse definir Deus, Ele não seria Deus, não seria infinito, mas apenas um ser como qualquer um de nós que pudéssemos definir.  Só podemos chegar a Deus através da verdade que emana d’Ele próprio.  As coisas sórdidas deste mundo não podem traçar um caminho até esse Deus!
 
Quando queremos entender melhor a Deus, costumamos usar figuras que seguidamente dão uma imagem pálida daquilo que Ele representa.  Poderíamos, por exemplo, usar as figuras luz e amor para tentarmos compreender superficialmente toda a Sua grandeza.
 
 
 
AMOR E LUZ
 
 
 
Começando pelo amor, perguntemo-nos o que seria desse mundo se não existisse o amor nos corações das pessoas: os casais não conseguiriam permanecer juntos, não conseguiriam passar do contato estritamente sexual, corporal.  Só pelo amor conjugal se explica que duas pessoas consigam viver juntas uma vida inteira, misturando culturas, costumes, formações diferentes.  É um sentimento que solidifica a vivência conjugal.
 
Se não existisse o amor fraterno, como se explicaria essas amizades imorredouras que vemos por aí? Como se explicaria as grandes causas defendidas e enfrentadas, os grandes benfeitores, os inventores, cientistas deste mundo, com seu trabalho incansável na busca do progresso, do bem-estar dos seus semelhantes?  Porém, apesar de sublime, o amor retrata palidamente o que é o Deus infinito!  O sentimento mais nobre deste mundo não consegue refletir o que é Deus, na íntegra.
 
Falando de luz, imagine o nosso mundo sem a luz, sem as usinas, sem as estrelas... Ele não seria o mesmo!  É a coisa mais sublime do mundo físico.  E Deus é luz, diz a Bíblia! Ele nos deixou conhecer a luz para que conseguíssemos ter uma visão pálida da luminosidade que é o nosso Deus!
 
Como poderemos compreender esse Deus?  Reflita um pouco sobre o Seu amor e a Sua luz! Ele escolheu a Jesus de Nazaré para expressar a Sua grandeza, para divulgar a Sua imagem invisível!  Você pode não ter condições de definir uma imagem invisível, mas através do que Jesus fez neste mundo, podemos sentir a imagem do que é o Deus invisível.  Jesus pôde revelar Deus aos homens, de uma maneira bem tangível, bem palpável.
 
Ninguém neste mundo viveu melhor estas duas coisas: luz e amor. Jesus conseguiu vivenciar o equilíbrio dessas duas coisas fantásticas. Foi a melhor maneira que Deus achou para revelar parte de Si aos homens: através do Seu Filho Jesus Cristo!
 
Lendo os Evangelhos, salta aos olhos que amor e luz faziam parte cotidianamente do ministério de Jesus.  A passagem da mulher adúltera (Jo 8:1-11), por exemplo, fala sobre isso, mostrando o equilíbrio possível entre esses dois fatores na vida de Jesus:  ela iria morrer por apedrejamento, mas foi salva pelo amor que Jesus tinha pelas almas, dando luz àquela turba enfurecida.  Quando Jesus disse:  “...aquele que não tiver pecado, atire a primeira pedra”, Ele trouxe luz para o entendimento geral.  Pecadores iguais ou piores do que ela a estavam querendo julgar e condenar!
 
É uma cena específica. É luz, é verdade, é Jesus iluminando corações escuros, as trevas da inteligência humana.  E as trevas se foram, naquele momento de luz e de amor.  Largaram as pedras e desapareceram envergonhados.
 
Os maiores problemas que presenciamos até hoje, são frutos de falta de luz no coração. Jesus veio manifestar a luz de Deus, oportunizando várias situações que servissem de ensino.  Foi assim, naquele momento! No final de toda a confusão, Jesus pergunta à mulher adúltera: “Onde estão os teus perseguidores?” Quando ela responde que foram embora, Jesus diz a ela que se vá. E que não peque mais.
 
Ali se vê o amor e a luz de Deus, sendo Jesus a Sua imagem diante dos homens. Ali vemos a misericórdia e a clareza de decisão que carecemos pedir a Deus.  Equilíbrio total!  Jesus é diferente de todos quantos viveram ou vivem neste mundo!  Se somos luz, esquecemos do amor; se amamos, deixamos de ser luz!  Falta-nos o equilíbrio ensinado por Nosso Senhor Jesus Cristo!  E Jesus, a imagem do Deus invisível, continua ainda hoje nos revelando que esse Deus é luz, é amor, é verdade e é misericórdia.
 
 
A mesma Bíblia que fala que o trono de Deus está montado sobre a justiça e o juízo (Salmos 97:2 e 122:5) também fala do amor e da luz.  A primeira ação de Deus sobre nossos corações é a misericórdia!  Só depois é que vem a justiça.
 
 
 
 
 
  RESTAURAÇÃO PARA TODOS
 
 
 
É por isso, meus irmãos, que ladrões, assassinos, homossexuais e prostitutas podem ser recuperados!  É por isso, meus amigos, que Zaqueu se transformou totalmente (Lc 19:1-10)!  Se você abrir hoje o seu coração para Deus, você receberá em primeiro lugar a Sua misericórdia. Deus vai restaurar o teu mundo interior, não importando as tuas transgressões passadas.
 
Deus é amor!  Deus te perdoa!  Ele pode restaurar o teu lar, o teu casamento, o teu negócio!  Pessoas estão por aí sem condições de amar, angustiadas, embrutecidas...  Deus só será encontrado, se estivermos percorrendo a trilha certa, o caminho certo. E Jesus Cristo é o único caminho! Não há outro!  (João 14:6)
 
...As coisas velhas já se passaram e tudo se fez novo. (2 Coríntios 5:17).  É uma mensagem bíblica para nos apossarmos hoje, quando nos aproximamos do ano 2000! O Bartolomeu errado já morreu, pois já nasceu de novo em  Jesus Cristo!  Nossa vida de pecado, de velhos homens, já foi crucificada juntamente com Jesus!  Estamos transformados e salvos!
 
Não se afaste dessa mensagem sem essa transformação que está sendo oferecida!  Deus nos dá nova vida!  Aquele que está em Cristo, é nova criatura (2 Coríntios 5:17) !  Pare de tropeçar nesses pecados que há anos te oprimem a alma!  É preciso nos humilharmos perante Deus, é preciso pedirmos a Jesus essa vida nova, esse novo nascimento!
 
 
 
AUTOR
Pr. Bartolomeu Severino de Andrade
 
 
 
Esta pregação aconteceu em 16/11/1992, tendo por local a Igreja ADI, em Tubarão/SC. Os trabalhos de gravação, formatação e edição foram produzidos por Walmir Damiani Corrêa  —  www.elevados.com.br.
 

 

Por: Bartolomeu de Andrade

Publicado em 07/04/2014

Procedência - www.elevados.com.br

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2022