Testemunhas de Jeová: aniversários e alianças de ouro

 

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ:

ANIVERSÁRIOS E ALIANÇAS DE OURO

 

 

A Sociedade cita o cardeal católico John Henry Newman (livros: "Revelação - Seu Grandioso Clímax está Próximo!, " pág. 236, rodapé e "Caiu Babilônia, a Grande", páginas 36 e 37) dizendo que vários usos e costumes pagãos foram adotados pela Igreja Católica, entre eles a aliança de casamento. Alega a Sociedade, como razão para proibir as festas de aniversário, a origem pagã do costume. Como todos nós já sabemos, ela destaca o fato de que os dois únicos aniversários que a Bíblia menciona são de pagãos, o Faraó do Egito (Gen. 40:20) e o rei Herodes (Mat. 14:6).

O mero fato, porém, de que pagãos adotavam um certo costume não significa que hoje ele esteja proibido para nós. Jacó e José, por exemplo, eram servos de Jeová, mas quando Jacó faleceu José mandou embalsamá-lo (segundo costume dos egípcios pagãos), e mais tarde o próprio José foi embalsamado. (Gênesis 50:2,3,26) 

Por outro lado, em parte alguma da Bíblia se proíbe a comemoração de aniversários. A principal razão apresentada é que os Judeus e os primitivos cristãos não tinham o costume de celebrá-los. Seria isso razão suficiente para que os cristãos não os celebrassem atualmente? 

A revista “Sentinela” de 1 de setembro de 1992, pág. 30, admite que: 

 

Costumes que outrora eram de natureza religiosa já não o são em muitos lugares. A aliança, por exemplo, outrora tinha significado religioso, mas hoje em dia já não o tem na maioria dos lugares. Por isso, muitos cristãos verdadeiros aceitam o costume local de usar aliança como evidência de estarem casados. [...]  O que geralmente conta é se atualmente o costume em questão está vinculado com a religião falsa.

 

Bem, se é isso o que conta, na nossa região e até onde nós sabemos, na maior parte do mundo, ninguém relaciona festa de aniversário com religião de qualquer espécie. É só interrogar qualquer pessoa comum sobre o assunto. Toda TJ que dirige estudos domiciliares com pessoas de fora, sabe que elas ficam surpresas quando informadas que a Sociedade condena os aniversários como sendo de origem pagã. E nem sempre é fácil convencê-las disso, pois elas não conseguem associar aniversários com religião. 

Além disso, como acabamos de ver, a Sociedade admite o uso das alianças (também de origem pagã) hoje em dia. Agora, pare e pense: o que parece ter mais significado religioso atualmente, a troca de alianças de casamento ou a festa de aniversário? Qual das duas costuma ocorrer numa igreja ou edifício religioso? Qual das duas costuma contar com a participação de um clérigo ou sacerdote? A resposta parece bem clara.

Uma simples opinião humana (provavelmente a de Joseph Rutherford, nos anos 20) decretou o aniversário como proibido e a aliança como lícita. Sendo as duas coisas de origem pagã, é pura incoerência proibir uma enquanto se libera a outra.

Adicionalmente, A Sentinela de 1 de abril de 1993, pág. 4, nos informa que o batismo também tem origem pagã, e era usado em Babilônia e no Egito em conexão com crenças supersticiosas, e nem por isso deixou de ser praticado por João Batista (bem antes de ser ordenado por Jesus em Mt. 28:19), pelos discípulos de Cristo e por toda a comunidade cristã do primeiro século, que o adotaram com uma motivação inteiramente diferente da dos pagãos. 

Resta o argumento de que as festas de aniversário dão "atenção especial a pessoas imperfeitas" (livro "Conhecimento", pág. 126, par. 17 e Brochura "Escola", página 18). Mas as únicas coisas que só podemos render exclusivamente a Jeová são adoração e devoção exclusiva (Êx. 20:4). Podemos corretamente render homenagem (ou honra), atenção, amor e carinho a outros seres humanos. 

Veja os textos abaixo: 

 

"Em amor fraternal, tende terna afeição uns para com os outros. Tomai a dianteira em DAR HONRA uns aos outros". (Romanos 12:10)

"Rendei a todos o que lhes é devido... a quem exigir HONRA, tal HONRA". (Romanos 13:7)

"E, ao entrarem na casa, viram a criancinha com Maria, sua mãe, e prostrando-se, PRESTARAM-LHE HOMENAGEM". (Mateus 2:11)  

"E prestaram-lhe HOMENAGEM e voltaram para Jerusalém com grande alegria".  (Lucas 24:52)

"Eis que darei os da sinagoga de Satanás, que se dizem judeus, e que não são, mas estão mentindo - eis que os farei vir e prestar HOMENAGEM diante dos teus pés..."  (Revelação 3:9)

 

Honra ou homenagem, como vimos, podem ser corretamente prestadas a seres humanos. Isto é o que se faz nas festas de aniversário. 

E o que são as festas de casamento, as festas de despedidas de irmãos, as festas de aniversário de casamento e as festas de formatura senão ocasiões em que pessoas imperfeitas recebem "atenção especial", com direito a fotos, presentes, música e discursos, tal como nas festas de aniversário? Por que o Corpo Governante não condena tais celebrações que incluem tanta "atenção especial a pessoas imperfeitas"? Mais uma grande incoerência! 

Em conclusão, apanhe um exemplar de A Sentinela de 1º de julho de 1979, e você verá uma edição comemorativa do centésimo aniversário da revista. Talvez seja também uma simples opinião humana que o aniversário de uma "pessoa imperfeita" não seja apropriado para se comemorar enquanto o de uma revista o seja.

 

 

AUTOR

Pr. Denis de Oliveira 

Por: Pr. Denis de Oliveira

Publicado em 16/08/2014

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2021