Isaías: Profecias que se cumpriram

 

ISAÍAS 

PROFECIAS QUE SE CUMPRIRAM

(Isaías 53 e João 3:7,14-19)

 

Isaías é o grande profeta do Velho Testamento, chamado de “Profeta da Redenção”. Ele viveu centenas de anos antes de Jesus (730 anos), mas profetizou acerca da vinda de Jesus como o Salvador do Mundo.

O capítulo 53 do livro de Isaías é bem conhecido porque prevê um quadro corretíssimo do trabalho e morte de Cristo. Isaías, em visão, viu Jesus como o mais desprezado e rejeitado dos homens, apresentado desta maneira na figura 1 abaixo.

Você leitor, tem se comportado como aqueles homens loucos e maus que desprezaram Jesus, e não quiseram aceitar o evangelho de perdão e misericórdia? Se tens deixado passar a chamada de Jesus, como se não tivesse importância, então é melhor que comece a pedir perdão para esse Homem que veio viver entre nós e para morrer por nossos pecados.

A figura 2 a seguir apresenta Jesus pendurado numa cruz, forma como Isaías vislumbrou o Seu trabalho da redenção. “Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si. Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões, e moído pelas nossas iniquidades, e pelas suas pisaduras fomos sarados.”

Você, leitor, assemelha-se às pessoas de quem o profeta Isaías fala? Pelo sim, pelo não, foram as nossas transgressões, pecados e tristezas que foram postas em Cristo, naquela cruz. Foi através daquelas Suas pisaduras e dores que agora podemos receber a cura dos nossos corpos e perdão dos nossos pecados.

O profeta Isaías chega a descrever como os sacerdotes intencionavam sepultar Jesus como um criminoso, mas que Deus não permitiu. Uma vez que Jesus entregou a Sua vida como um sacrifício pelos pecados da humanidade, Deus não mais tolerou que Ele pudesse ser novamente maltratado. 

Isaías profetizou: “E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte.” Dessa maneira, Deus providenciou para o Seu Filho ser sepultado entre os ricos e rodeado por um bonito jardim. (Figura 3) 

Jesus, apenas com 33 anos de idade, foi cortado da terra dos viventes, pelas transgressões do mundo. Cada um de nós merecia sofrer pelos nossos próprios pecados, mas Jesus morreu e derramou o Seu sangue precioso para que todos quantos O aceitassem recebessem o perdão dos seus pecados.

Então a morte de Jesus não foi o fim? Não, pois Ele ressuscitou em glória e está à destra de Deus no Céu. Ele alegra-se com os Seus que estão ainda neste mundo, e que testificam d’Ele na terra. (Figura 4) Todos aqueles que, pela fé, no Seu sangue nasceram de novo, são os Seus filhos espirituais, gerados de novo para testemunharem do Seu poder, viverem uma vida cristã, e depois poderem para todo o sempre estarem com Jesus no céu.

Você, leitor, pertence a esse povo feliz? É melhor ter certeza, porque se você ainda não nasceu de novo não poderá entrar no Reino do Céu.

 

PUBLICAÇÃO

Emmanuel Press, White River (South Africa)

Por: AUTOR DESCONHECIDO

Publicado em 20/05/2017

Procedência - www.elevados.com.br

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2021