Testemunhas de quem?

 

TESTEMUNHAS DE QUEM?

 

 

A heresia conhecida com "Russelismo", "Aurora do Milênio",  "Mensagem do Reino", "Movimento da Torre de Vigia", etc., está sendo divulgada pelos que se intitulam Testemunhas de Jeová.

 

Dos muitos falsos cultos que abundam no mundo e que nos seduzem com as suas doutrinas anticristãs, parece-nos não haver outro tão perigoso e corrupto como o que é ensinado pelas chamadas “Testemunhas de Jeová”.

Este sistema religioso foi inventado em 1870 pelo Pastor Russel. Depois da sua morte, ocorrida em 1916, o trabalho foi continuado pelo Juiz Rutherford. Os ensinos de Russel ocupam 7 volumes intitulados “Studies in the Scriptures” (Estudos sobre as Escrituras). Estes volumes são aprovados e recomendados por Rutherford no seu livro “The Harp of God” (A Harpa de Deus).

Aqui dispomos de espaço para analisar algumas das falsidades desse sistema. Portanto, só trataremos dos seus erros mais graves acerca da Pessoa e da Obra de nosso Senhor Jesus Cristo.

 

1. O falso sistema religioso das “TJ” nega a divindade de Cristo

 

As Escrituras nos ensinam claramente que nosso Senhor era “Deus manifesto em carne” (1 Timóteo 3:16). A Sua eterna divindade é uma doutrina fundamental da Fé Cristã.

Rutherford nega isto e diz-nos que Jesus era apenas um ente espiritual criado por Deus; dizem eles também que Miguel, o Arcanjo, era um ente poderoso.

Russel, ao considerar Jesus apenas como um ente espiritual, nega a Sua divindade antes da encarnação. Também nega a Sua divindade depois da encarnação. Aceita-O apenas como um homem perfeito. Nega ainda a divindade de Jesus depois da morte, pois afirma que apenas foi elevado à natureza divina. Em outras palavras, insinua que Jesus nunca foi Deus nem nunca o será.

Rutherford diz que Deus tem dois filhos: Lúcifer e Jesus. “Os três grandes entes (...) Jeová o Pai, Logos e Lúcifer seus filhos”. Como é diferente esta doutrina daquela que aprendemos nas Escrituras! A Palavra de Deus diz que Ele “deu o Seu Filho Unigênito...” (João 3:16)

Com tal deturpação da Escritura, eles dão causa a que se desonre o Senhor Jesus Cristo e se exalte Satanás.

Se queres conhecer Jesus Cristo e descobrir a Sua divindade, deves estudar cuidadosamente o Evangelho segundo João, acompanhando este estudo com oração, para que Deus te esclareça e te guie. Para alcançares este conhecimento não precisas recorrer a qualquer dos livros que as chamadas “Testemunhas de Jeová” designam por “Livros Auxiliares”.

 

2. O falso sistema religioso das “TJ” deturpa a Palavra de Deus

 

Em todos os livros de Russel e de Rutherford, encontram-se citações bíblicas, trechos que eles alteram sem escrúpulos para as adaptar às suas erradas doutrinas. Vamos citar um exemplo do método destrutivo que usam, quando se trata de analisar um texto bíblico que contraria as suas ideias.

No primeiro versículo do Evangelho de João, lemos: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” Estas últimas palavras asseveram peremptoriamente a divindade de Cristo e vibram um golpe mortal nas falsas teorias de Rutherford. Ele, então, teve a audácia de intercalar o artigo indefinido um no texto bíblico, para que se pudesse ler: “O Verbo era (um) deus [com “d” minúsculo; e de novo ele escreve: “O Verbo divino era um deus (um dos poderosos)”.

Os que assim deturpam a Escritura podem facilmente forjar uma base para as piores teorias e para as mais perversas doutrinas.

 

3. O falso sistema religioso das “TJ” amesquinha a cruz

 

Na Palavra de Deus nós podemos ler: 

 

“Cristo morreu pelos nossos pecados. (1 Coríntios 15:3);

“Cristo levou em Seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro.” (1 Pedro 2:24);

“Resgatados com o precioso sangue de Cristo” (1 Pedro 1:18,19);

“Cristo morreu pelos ímpios.” (Romanos 5:6).

 

As chamada “Testemunhas de Jeová” parecem ignorar em absoluto a Obra Redentora que Jesus consumou na cruz, obra perfeita e completa. Querendo substituir essa obra, tudo quanto podem oferecer é o seguinte: 

“O resgate por todos, dado pelo homem Cristo Jesus, não dá nem assegura a vida eterna ou a bênção a qualquer homem, mas assegura a todos os homens uma segunda oportunidade ou possibilidade de alcançarem a vida eterna.”  

Que diferença do Evangelho de Cristo! No Evangelho, Deus oferece uma salvação plena e gratuita, baseada na morte e ressurreição de nosso Senhor, a todo aquele que recebe Cristo como seu Salvador. (ver João 1:12 e 3:16)

As chamadas “Testemunhas de Jeová” negam isso. Em vez das Boas Novas de salvação, oferecem-nos um Evangelho estranho que não é o de Cristo. Prometem a possibilidade de alterar o destino da alma depois da morte e fundamentam as suas fantásticas conjecturas nos escritos do Pastor Charles Taze Russel. 

Russel diz que a Vida Eterna não é dada agora. Ouçamos porém o que a Escritura diz: “Aquele que crê no Filho, tem a Vida Eterna.” (João 3:36). “Estas coisas vos escrevi, a vós que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a Vida Eterna.” (1 João 5:13)

 

4. Esse falso sistema nega a ressurreição do corpo de Cristo

 

Russel diz: “Era indispensável que o homem Jesus Cristo não revivesse; convinha que permanecesse morto. O homem Jesus Cristo está morto, morto para sempre.” As chamadas “Testemunhas de Jeová” ensinam que o que se efetuou foi a ressurreição do espírito e não a do corpo. Ruther ford diz:  ”Deus não só ressuscitou Jesus elevando-o à categoria de um ente divino, mas também removeu o corpo, segundo o Seu divino propósito para um lugar próprio onde não pudesse ver a corrupção. Russel até admite que o corpo de Jesus tenha sido “dissolvido em gases” ou que talvez esteja preservado para, como sinal evidente do grande amor de Deus, ser exibido ao mundo no Milênio. Ele diz que o corpo de Jesus foi tirado do túmulo por meios sobrenaturais, porque se ali tivesse ficado, teria sido um obstáculo à fé dos discípulos.”

Coisa incrível! Imaginar que o corpo de nosso Senhor tenha sido dissolvido em gases ou preservado em algum lugar como um corpo humano sem vida!

Os príncipes dos sacerdotes, para enganarem o povo, forjaram a mentira de que os discípulos tinha furtado o Seu corpo. Agora, as “Testemunhas de Jeová” inventam uma mentira ainda maior, como se Deus tivesse feito desaparecer o corpo de Jesus para enganar os discípulos!

As chamadas “Testemunhas de Jeová” têm o atrevimento de dizer que, depois da ressurreição, cada vez que apareceu aos Seus discípulos, o Senhor criou um corpo para com ele se revestir e assim convencê-los de que estava vivo. Rutherford ousa dizer: “O Senhor criou um corpo com os sinais dos cravos para convencer a Tomé.”  Quando os discípulos estavam dentro de casa com as portas fechadas, Jesus, para não lhes aparecer, criava um corpo, que se dissolvia ao desaparecer.” 

Se isso fosse verdade, teríamos de admitir o inconcebível, isto é: que o Senhor criava corpos que simulavam o Seu para enganar os discípulos e levá-los a acreditar que o que viam e tocavam era o próprio corpo que tinham colocado no sepulcro de José de Arimateia.

Em outras palavras, as chamadas “Testemunhas de Jeová” têm a audácia de considerar o Senhor Jesus com um enganador, um mentiroso, fazendo de Seus apóstolos e de mais de 500 discípulos (1 Coríntios 15:6) crentes tão ingênuos que facilmente se deixavam iludir.

Nas investigações a que temos procedido, para pôr a descoberto os erros dos falsos sistemas religiosos, nunca descobrimos coisa mais insensata e perversa do que esta.

Querendo privar da Sua divindade o nosso glorioso Senhor, eles não só blasfemam insolentemente, como ainda têm o arrojo de proclamá-lo como um dos maiores embusteiros religiosos de todos os tempos!

Caro leitor, se você anda extraviado pela hábil propaganda das loquazes “Testemunhas de Jeová” e se deixou prender nas malhas da rede do falso sistema religioso de Rutherford, que Deus tenha misericórdia da sua alma e o liberte dessas ciladas do Inimigo.

O único caminho de salvação está na aceitação do Senhor Jesus Cristo como teu salvador pessoal, pois n’Ele habita, isto é, no Seu corpo, toda a plenitude da divindade, que estava no princípio com Deus, pois era Deus ontem, e é Deus hoje e para todo o sempre.

Considere o contraste entre o Erro e a Verdade! Seguir os ensinos das chamadas “Testemunhas de Jeová” equivale a rejeitar as claras declarações da Sagrada Escritura para aceitar as opiniões de homens comuns. Uma das duas coisas tens que ser rejeitada: ou a Palavra de Deus ou o sistema religioso de Rutherford. Infelizmente, você não tem uma terceira alternativa.

Damos a seguir um breve sumário dos verdadeiros ensinos da Sagrada Escritura, com respeito a nosso Senhor Jesus Cristo:

 

“O Verbo era Deus.” (João 1:1)

“Todas as coisas foram feitas por ele.” (João 1:3)

“O que edificou todas as coisas é Deus.” (Hebreus 3:4)

“Tomou a forma de servo.” (Filipenses 2:7)

“Deus manifestou-se em carne.” (1 Timóteo 3:16)

“Cristo morreu pelos nossos pecados.” (1 Coríntios 15:4)

“Lembra-te de que Jesus Cristo, que é da descendência de Davi, ressuscitou dos mortos.” (2 Timóteo 2:8)

“Vivamos, aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo.” (Tito 2:3)

“Que se deu a Si mesmo pelos nossos pecados.” (Gálatas 1:4)

“E o testemunho é este: Que Deus nos deu a Vida Eterna, e esta vida está em seu Filho.” (1 João 5:11)

 

Se as chamadas “Testemunhas de Jeová” seguissem a sã doutrina, nós, crentes evangélicos, saudá-los-íamos como verdadeiros amigos e benfeitores, mas errados como sempre andaram e fazendo errar os outros com ensinos que só corrompem os entendimentos dos homens, não podemos deixar de apontá-los como inimigos de nosso Senhor e “Testemunhas de Satanás”. Destes, afasta-te!  (2 Timóteo 3:5)

 

 

PUBLICAÇÃO

World Wide Christian Literature Inc., Canoga Park, EUA

 

 

Por: AUTOR DESCONHECIDO

Publicado em 21/05/2017

Procedência - Folhetos Evangelísticos dos Anos 80

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2021