Imperador Graciano

 IMPERADOR GRACIANO

 

 
 
 
Dados biográficos
 
 
Flávio Graciano (Flavius Gratianus, em latim), nasceu em 359, ano de sua morte.  Mais tarde foi renomeado como Flávio Graciano Augusto (Flavius Gratianus Augustus, em latim) em decorrência de sua ascensão. Foi o Imperador Romano do Ocidente de 367 a 383. Ele teve como seu antecessor a Valentiniano I, o seu pai.
 
 
Ambrósio, Bispo de Milão define Graciano
 
 
Graciano tinha uma figura atlética, um belo aspecto e era um cristão fervoroso. Ambrósio encontrou em Graciano o primeiro imperador que lhe ofereceu um espaço público oficial para a defesa da crença cristã-nicena. 
 
Este novo espaço ia além das pregações episcopais e dos textos sobre a questão da virgindade feminina debatida pelo sacerdote. Por isso, através de seus escritos, o bispo milanês transformou Graciano em um “santo imperador”, protetor dos nicenos. 
 
Neste trabalho, seu objetivo era examinar a memória criada sobre o lugar de Graciano no céu, uma construção discursiva que afastava o augusto da tradicional apoteose divina. 
 
Nos seus livros o Bispo Ambrósio atacou especialmente a crença ariana, propagou os princípios da Trindade Divina, defendeu a universalidade e a ortodoxia da fé nicena e criou uma identidade santa e nicena para Graciano. Estes argumentos tinham o aval do augusto, uma vez que respondiam ao pedido feito por ele ao bispo milanês para que o sacerdote explicasse sua fé. As respostas do bispo certamente agradaram o augusto.
 
 
Morte de Graciano
 
 
Graciano veio a falecer nas batalhas que travou contra o usurpador Máximo, sendo abandonado por Merobaude. Na sua fuga em 25 de agosto de 383 ele foi apanhado e posteriormente assassinado. 


AUTOR DA PESQUISA
 
 
Walmir Damiani Corrêa
www.elevados.com.br

Por: Walmir Damiani Corrêa

Publicado em 24/06/2021

Procedência - www.elevados.comn.br

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2021