A mulher de Ló

 

A MULHER DE LÓ

 

 

INTRODUÇÃO

 

Para que se consiga conhecer bem a mulher de Ló, precisaremos antes comentar alguns dados sobre o seu marido, de onde ele veio, qual sua importância nos escritos bíblicos, e assim por diante.

Podemos começar falando de Terá, um servo de Deus que morava com sua família na Mesopotâmia, em Ur. Ele teve três filhos, sendo pela ordem Harã, Abraão e Naor. Abraão dispensa qualquer comentário, mas vale lembrar que seu irmão Naor era pai de Rebeca, a mulher que foi dada em casamento a Isaque. 

Quanto a Harã, ele morreu cedo, deixando um filho chamado Ló, que ficou sob os cuidados do tio Abraão, seguindo-o por onde quer que ele fosse, inclusive na ida de Abraão para Canaã, conforme ordem vinda do próprio Deus, quando Abraão tinha 75 anos de idade. Abraão casou-se com Sara, e seu irmão Naor casou-se com Milca.

Abraão já estava em Siquém, terra habitada pelos cananeus, quando levantou uma tenda entre as localidades de Betel e Ai, para depois continuar no seu rumo ao sul. Como havia escassez de comida naquelas terras que Deus lhe indicara, Abraão resolveu, por sua conta e risco, ir para o Egito, lugar de farturas e muita água.

Abraão e Ló, levando todas as suas riquezas, rumaram para o Neguebe, voltando para o mesmo lugar anterior entre Betel e Ai. Nesse momento, Abraão e Ló chegaram à conclusão de que aquelas terras não eram suficientes para sustento deles, pois já estava havendo algumas confusões entre os pastores das duas partes.

Como Abraão era bondoso, deixou que seu sobrinho escolhesse qual parte das terras ele ocuparia, e o tio ficaria com outra parte. Ló escolheu prontamente ficar com as campinas ao longo do rio Jordão, armando suas tendas até a cidade de Sodoma, enquanto que Abraão se contentou com as terras de Canaã, armando suas tendas nos carvalhais do Manre, junto a Hebrom.

Os carvalhais do Manre

 

Enquanto essas coisas iam se organizando, paralelamente estava acontecendo conflitos entre reis das terras na região de Sodoma, sendo Ló preso e roubado por um desses personagens em luta.

Abraão foi avisado sobre o infortúnio pelo qual passava seu sobrinho, e resolveu montar um pequeno exército de mais ou menos 300 homens treinados e atacaram os reis, perseguindo-os até as terras próximas a Damasco. Sintetizando os fatos, Abraaão libertou Ló, seus bens, suas mulheres e servos, voltando todos para sua casa em Sodoma.

Hebrom nos dias atuais

 

A ESPOSA DE LÓ

 

Só a partir daqui começa a aparecer a mulher de Ló,  embora anonimamente. Quando a família morava em Sodoma, três anjos haviam passado pela tenda de Abraão, no Manre, comunicando que iriam para Sodoma, pois ela seria destruída por Deus, por causa da sua perdição em pecados.  

Os anjos chegaram a Sodoma, e foram recebidos por Ló, cearam à noite e se prepararam para viajar na manhã seguinte. Porém, um bando de homens daquela cidade cercaram a casa procurando pelos visitantes que lá estavam, pois pretendiam "deitar" com eles, conforme o costume pecaminoso daquela cidade. 

Ló ficou desesperado, chegando a oferecer-lhes as duas filhas virgens no lugar dos anjos, mas os sodomitas não aceitaram, ficaram irritados e ameaçaram invadir a casa. Os anjos tiveram que interferir na discussão, ferindo de cegueira os sodomitas, de modo que eles não conseguiam nem ver a porta de entrada. Ao mesmo tempo, mandaram que Ló juntasse sua família para fugirem dali, incluindo sua esposa, as filhas, os pretendentes delas, uma vez que o Senhor iria destruir a cidade. 

Como os pretendentes das filhas de Ló não levaram a sério o que lhes foi dito, os anjos tomaram a Ló, sua esposa e filhas e fugiram para fora da cidade, advertindo-os de que não poderiam olhar para trás enquanto fugiam, e também não poderiam interromper a fuga pela planície. Para que não morressem, deveriam se  dirigir para  os montes.

Conta o texto bíblico que o Senhor fez chover enxofre e fogo sobre Sodoma e Gomorra, perecendo toda a população que vivia naqueles lugares, e tudo o que nascia da terra. Pelo conhecimento que temos hoje, parece que uma bomba atômica foi detonada naquele lugar.

 E a mulher de Ló?  Bem, ela escapou da destruição da cidade, mas não resistiu em olhar para trás, enquanto fugia. O castigo dos céus vieram Imediatamente para ela, pois ela se transformou numa estátua de sal.  Esse acontecimento majestoso é a única menção que a Bíblia faz sobre a mulher de Ló. (Gênesis 19:12-26 e Lucas 17:32).

Porém, poderemos contar umas coisinhas que aconteceram com as duas filhas dela com Ló. Assim que elas fugiram com o pai para o alto das montanhas e passaram a morar numa caverna, a filha mais velha começou a ter umas ideias esquisitas, de que elas ainda não tinham "conhecido" homens, e que ali mesmo é que isso não aconteceria. Teve, então, a ideia de "embebedar" o coitado do pai, que já era velho, para depois deitarem com ele.

Como Ló “não viu nada”, na noite seguinte repetiram o golpe do vinho e a mais nova teve a sua chance. Diz o texto bíblico (Gênesis 19:31-36) que as duas engravidaram do próprio pai. O filho da mais velha veio a se chamar MOABE (futuro pai dos moabitas) e o da mais jovem se chamou BEM-AMI (futuro pai dos amonitas). 

Não está na Bíblia,  mas a esposa de Ló, apesar de aparecer anonimamente, conseguiu se destacar nas Escrituras, pois até os dias atuais os pregadores usam essa história para ilustrarem o assunto  desobediência. Costumam repetir que a esposa de Ló “olhou para trás”, enquanto fugia de Sodoma, apesar de ter sido advertida para não fazer isso.

Algumas tradições judaicas afirmam que o nome dessa mulher poderia ter sido “Ado” ou “Edith”.

 

.

AUTOR DA PESQUISA

Walmir Damiani Corrêa

www.elevados.com.br

 

 

 

Por: Walmir Damiani Corrêa

Publicado em 01/09/2021

Procedência - www.elevados.comn.br

Todos os direitos reservados ©elevados.com.br 2013 - 2021